27 Junho 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalPJ apreende documentação do gabinete de apoio aos refugiados e efectua pesquisas...

PJ apreende documentação do gabinete de apoio aos refugiados e efectua pesquisas informáticas

Buscas realizaram-se na Câmara de Setúbal, nas instalações da Linha de Apoio a Refugiados da autarquia e na Associação dos Emigrantes de Leste (Edinstvo)

 

- PUB -

A Polícia Judiciária (PJ) de Setúbal confirmou hoje a realização de buscas na Câmara de Setúbal, nas instalações da Linha de Apoio a Refugiados da autarquia e na Associação dos Emigrantes de Leste (Edinstvo), no âmbito de uma investigação por acesso indevido a dados pessoais.

Segundo comunicado da PJ de Setúbal, “no decurso das buscas foi apreendida para análise diversa documentação e foram efectuadas pesquisas informáticas sobre dados relacionados com os crimes em investigação”.

As operações de busca foram realizadas no âmbito de um inquérito dirigido pelo DIAP (Departamento de Investigação e Acção Penal) da Comarca de Setúbal sobre a eventual prática de crimes de “utilização de dados de forma incompatível com a finalidade da recolha, acesso indevido e desvio de dados, previstos na Lei de Protecção de Dados Pessoais”.

- PUB -

Na nota é ainda referido que o inquérito está em segredo de justiça.

Já a Procuradoria da República da Comarca de Setúbal revelou também através de nota de Imprensa que o inquérito foi instaurado no dia 2 de Maio.

Durante a manhã, a Câmara Municipal de Setúbal já tinha revelado a realização de buscas nas instalações da Linha Municipal de Apoio a Refugiados (LIMAR), no Mercado do Livramento, sem indicar, contudo, que as operações se estenderam ao próprio município, bem como à Edinstvo.

- PUB -

Fonte da autarquia tinha referido à Lusa que o câmara estava a prestar todo o apoio necessário às diligências judiciais, que surgiram na sequência da polémica em torno da recepção do município sadino a refugiados ucranianos por dois cidadãos russos, alegadamente, com ligações ao Kremlin.

De acordo com o jornal Expresso, o cidadão russo Igor Khashin, membro da Edinstvo e do Conselho de Coordenação dos Compatriotas Russos, e a mulher, Yulia Khashina, também da associação e funcionária do município, terão fotocopiado documentos e questionado os refugiados sobre o paradeiro de familiares na Ucrânia.

Na terça-feira, os principais partidos da oposição no município, PS e PSD, prometeram levar hoje à Assembleia Municipal de Setúbal duas moções de censura ao executivo camarário.

A moção de censura do PSD pede a demissão do presidente da Câmara de Setúbal, André Martins (CDU), alegando que o autarca sabia das ligações dos elementos da Edinstvo ao governo russo e nunca o assumiu.

O PS também anunciou a intenção de apresentar uma moção de censura à gestão autárquica da CDU, não apenas pela recepção aos refugiados, e de propor uma Comissão de Fiscalização da Conduta da autarquia sadina no acolhimento de refugiados ucranianos.

Comentários

- PUB -

Mais populares

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -