21 Maio 2022, Sábado
- PUB -
InícioLocalSetúbalGoverno garante que sempre se precaveu sobre quem faz acolhimento de refugiados...

Governo garante que sempre se precaveu sobre quem faz acolhimento de refugiados ucranianos

A ministra da Presidência diz que a atenção do Governo aconteceu em casos anteriores de acolhimento e continua com o de refugiados ucranianos

- PUB -

 

A ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, defendeu hoje que o Governo se precaveu sempre “sobre quem faz” o acolhimento dos refugiados, e referiu que, quando ainda tutelava a pasta das Migrações, não recebeu denúncias de associações ucranianas.

“O Governo, neste e noutros processos de acolhimento de refugiados, sempre teve em conta a necessidade de se precaver sobre quem faz esse acolhimento e sempre actuou recorrendo aos órgãos que o Estado português tem que acompanham estes assuntos, para garantir que o acolhimento era feito da melhor maneira”, frisou Vieira da Silva no ‘briefing’ do Conselho de Ministros, que decorreu hoje no antigo Ministério do Mar, em Algés.

- PUB -

A ministra da Presidência referiu que essa atenção do Governo “era verdade noutros momentos de acolhimento de refugiados” e “é verdade” no que se refere actualmente ao acolhimento de refugiados ucranianos.

Questionado pelos jornalistas se, no anterior Governo, quando a ministra da Presidência ainda tutelava a pasta das Migrações, recebeu alguma denúncia de uma associação ucraniana no que se refere a acolhimento de refugiados por cidadãos russos, Mariana Vieira da Silva respondeu: “Denúncias no sentido que pergunta não, mas havendo notícias públicas houve naturalmente uma resposta do Governo como neste momento também existe”.

A governante referiu que, “ainda antes do primeiro acolhimento” de refugiados ucranianos, “houve logo a preocupação de agir no sentido dos temas que agora estão em discussão pública”.

- PUB -

“Houve notícias públicas antes da tomada de posse deste novo Governo [em 30 de Março], desde logo na Rádio Renascença, houve trabalho em função dessas notícias e até resposta, na altura, face a essas notícias”, destacou.

O semanário Expresso noticiou na sexta-feira que ucranianos foram recebidos na Câmara de Setúbal por russos simpatizantes do regime de Vladimir Putin, que fotocopiaram documentos dos refugiados da guerra iniciada em 24 de Fevereiro com a invasão militar russa da Ucrânia.

Segundo o jornal, pelo menos 160 refugiados ucranianos já teriam sido recebidos pelo russo Igor Khashin, membro da Associação dos Emigrantes de Leste (Edintsvo) e antigo presidente da Casa da Rússia e do Conselho de Coordenação dos Compatriotas Russos, e pela mulher, Yulia Khashin, funcionária do município.

Ainda de acordo com o Expresso, a Edintsvo foi subsidiada desde 2005 até Março passado pela Câmara de Setúbal, e Igor Kashin e Yulia Khashin terão também questionado os refugiados sobre os familiares que ficaram na Ucrânia.

TA / Lusa

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

Piscina na urbanização dos Fidalguinhos está quase a sair do papel

Obra de 3,5 milhões de euros já tem projecto e concurso pode avançar ainda este ano. Futuro equipamento terá capacidade para cerca de 700...

Jovem sequestrado e violado em casa de banho da estação de comboios de Coina

Rapaz de 16 anos foi abusado por homem de 43. Violador está agora em prisão preventiva

Cidade perde rede de agentes com chegada da Transportes Metropolitanos de Lisboa

Rede com mais de uma dezena de estabelecimentos, construída pelos TST, desfeita com chegada de nova transportadora, prejudicando utilizadores mais velhos
- PUB -