26 Junho 2022, Domingo
- PUB -
InícioLocalSetúbalOposição une-se e chumba em Setúbal prestação de contas e relatório de...

Oposição une-se e chumba em Setúbal prestação de contas e relatório de gestão de 2021

André Martins defendeu executivo, mas não evitou críticas do PS e PSD a “devaneios de gestão” cometidos no fim do último mandato

 

- PUB -

A reunião pública da Câmara de Setúbal da passada quarta-feira ficou marcada pela apresentação do Relatório de Gestão e Prestação de Contas relativo ao exercício de 2021, com a oposição a unir-se e a chumbar o documento, contra o parecer favorável da CDU.

Do relatório de contas de 2021 destaca-se o aumento da receita da autarquia, que ascende aos 102 milhões de euros, um aumento de 9% face a 2020, valores defendidos por André Martins, presidente da edilidade sadina.

“Fica claro que a realização de projectos, como vem acontecendo em Setúbal, só é possível graças ao recurso a receitas provenientes dos impostos directos, das taxas cobradas nos serviços, nos rendimentos de propriedade e com recurso a empréstimos de médio e longo prazo, e de verbas de candidaturas a diversos programas [de financiamento comunitário]”, explicou.

- PUB -

Para a referida receita contribuíram os impostos directos, que permitiram à autarquia arrecadar mais de 45,7 milhões de euros, ou seja, mais 10% do que no ano anterior.

Contrariamente, o PS e o PSD alertaram para o aumento das despesas, que chegaram a valores superiores a 99 milhões de euros, o que simboliza um aumento de mais de 6 milhões de euros comparativamente a 2020, ao mesmo tempo que defenderam um novo modelo de gestão para o município.

PS discorda “profundamente do modelo de gestão pública”

- PUB -

Depois de apontar várias críticas ao documento, Joel Marques (PS) explicou a posição da bancada socialista. “Do ponto de vista contabilístico não detectamos qualquer irregularidade, mas sob o ponto de vista político discordamos, profundamente, do modelo de gestão pública que este documento espelha”, sublinhou.

Em seguida, o socialista enumerou várias preocupações em relação aos números apresentados, apontou o aumento da dívida a fornecedores, que disse temer que possam vir “a estrangular a tesouraria”, e acusou o anterior executivo de ter tido “devaneios de gestão” no final do mandato.

O eleito do PS aproveitou, ainda, o crescimento da receita e a arrecadação de impostos para criticar a resistência da gestão CDU em baixar a carga fiscal.

“Com este aumento cai por terra o argumento que a CDU tem tentado utilizar, de que a redução fiscal aprovada por propostas do PS e do PSD, quer por via da redução do IMI, quer pela redução da participação variável do IRS, impede o investimento e o apoio social e ao movimento associativo e cultural”.

PSD relaciona endividamento municipal com SetúbalPark

Enquanto isso, Paulo Calado (PSD) disse partilhar das críticas socialistas na demora da certificação das contas e apontou à taxa de execução do Orçamento Municipal de 2021. “A taxa de execução ficou muito aquém daquilo que era expectável, com uma execução de receitas que não vai além de 70% e de 68% nas despesas”, afirmou o social-democrata.

O vereador do PSD referiu ainda que o aumento do endividamento municipal, em 4 milhões quando comparado em 2020, é em muito justificado pelo “financiamento do contrato de locação financeira imobiliária referente ao edifício SetúbalPark (IMAPARK)”.

Depois, acusou a autarquia de ter de “recorrer a empréstimos para fazer frente aos investimentos, muitos deles não reprodutivos como é o caso da aquisição do IMAPARK”.

André Martins não quis deixar passar as críticas e voltou a defender o modelo de gestão aplicado pela CDU. “Nos últimos 20 anos Setúbal mudou profundamente. Isso tem a ver com uma opção de gestão que está devidamente identificada e que tem dado estes resultados de transformação positiva, da qualidade de vida, bem-estar e dinamização económica”, afirmou o presidente do município.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -