21 Maio 2022, Sábado
- PUB -
InícioLocalMoitaALDI inaugura centro de distribuição num investimento de 60 milhões

ALDI inaugura centro de distribuição num investimento de 60 milhões

Novo espaço ocupa 57 mil metros quadrados e possui 60 lugares para estacionar camiões

 

- PUB -

A ALDI Portugal inaugurou esta terça-feira o seu maior Centro de Distribuição no país, situado no concelho da Moita, num espaço com uma área total de 57 mil metros quadrados, que possibilitará abastecer de forma “rápida e eficiente”, mais de uma centena de lojas do retalhista alimentar, numa obra com um investimento de 60 milhões de euros.

A construção do novo espaço foi iniciada em Fevereiro de 2020 e conta agora com 89 cais de carga e descarga, 60 lugares de estacionamento para camiões e uma capacidade de armazenagem de 14 mil metros quadrados de câmaras refrigeradas, tendo a nova estrutura sido desenhada para “suportar o abastecimento a mais de 150 lojas em território nacional”, número que, segundo o mesmo grupo, deverá alcançar as duas centenas em 2025.

A nova infra-estrutura, acrescente-se, permitirá agora “a centralização de toda a operação logística num só local, visto que esta estava anteriormente repartida” pelas plataformas do Montijo e da Quinta do Anjo. “Sempre vimos Portugal como uma oportunidade para crescer na Europa e estamos muito entusiasmados por poder celebrar mais uma grande conquista a nível nacional”, assegura Wolfgang Graff, administrador do grupo alemão.

Presidente da Câmara da Moita, Carlos Albino, visitou nova plataforma logística da ALDI, acompanhado dos convidados da empresa
- PUB -

Para o CEO da ALDI, o novo espaço simboliza “o nosso crescimento e o que pretendemos atingir em Portugal nos próximos anos”, disse, considerando que com o novo equipamento “conseguimos melhorar ainda as condições de trabalho dos colaboradores”, afirmou, destacando a existência de espaços de trabalho mais amplos e luminosos, zonas sociais mais confortáveis e estacionamento privativo para todos.

“Este foi um projecto que envolveu o apoio e a colaboração de vários parceiros, essenciais para o seu sucesso, e que nos vai permitir continuar a fazer a diferença”, realçou, referindo que a Moita “situa-se numa posição estratégica do país, em termos logísticos, não só em termos de localização geográfica e de acessos”, mas também devido “à proximidade às auto-estradas que facilmente podemos utilizar para chegar às nossas lojas”. O responsável destaca o facto de o município estar “bem servido de transportes públicos e infra-estruturas relevantes para as pessoas que aqui trabalham todos os dias”, frisou.

Para fortalecer o compromisso de elevada frescura e melhor qualidade e preço para com os seus clientes, o grupo decidiu que todas as áreas de armazenamento de artigos da tipologia “just in time”, ou seja, os que são perecíveis e onde não é feito stock, foram reforçadas.

- PUB -

O entreposto, refere a empresa, está assim preparado “para receber e armazenar todos os produtos que o retalhista alimentar comercializa actualmente nas suas lojas, visto que está equipado com uma área de armazenamento seco, de frio positivo e negativo”.

Além do investimento realizado no novo espaço, destaque para a questão da tecnologia, sendo a nova operação logística “suportada pelo mais recente WMS [Warehouse Management System]”, utilizado em todo o grupo ALDI Nord, sendo que todo o sistema de preparação de encomendas é ainda suportado por “um robusto sistema de tecnologia de voz”, também conhecido por “Pick by Voice”.

Melhorias operacionais que, segundo o grupo alemão, vão resultar “num ganho de eficiência nos processos diários da operação, traduzindo-se numa “maior rentabilização de custos e na optimização de produtividade das equipas”, destaca. O novo espaço conta com painéis fotovoltaicos, com capacidade para produzir energia e uma gestão inteligente da iluminação, garantida através de sensores de movimento, como as várias câmaras de frio que contam com sistemas de arrefecimento, que minimizam os efeitos nocivos para a camada de ozono”, ao utilizarem fluídos com menor impacto ambiental.

Carlos Albino, presidente da Câmara da Moita, diz-se empenhado em que população aceda a postos de trabalho

ALDI investe 60 milhões de euros no seu maior centro de distribuição, situado no concelho da Moita

Carlos Albino, presidente da Câmara da Moita, classificou a inauguração do novo Centro de Distribuição como “um investimento de grande importância, tanto para o distrito como para o concelho da Moita em particular”, tendo garantido a O SETUBALENSE que “tem havido uma boa colaboração, que queremos continuar a manter e que queremos que se desenvolva, em benefício das pessoas do nosso concelho”.

O autarca moitense garante que o actual executivo tudo fará “para que as pessoas do nosso território possam aceder com mais facilidade a estes postos de trabalho e é nesse sentido que queremos sensibilizar esta entidade”.

O edil acrescentou que “trabalhamos diariamente para encontrar soluções de mobilidade e de novos traçados que venham a servir não só o ALDI como outras unidades industriais e empresas que queiram aqui localizar-se”, defendeu.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Piscina na urbanização dos Fidalguinhos está quase a sair do papel

Obra de 3,5 milhões de euros já tem projecto e concurso pode avançar ainda este ano. Futuro equipamento terá capacidade para cerca de 700...

Jovem sequestrado e violado em casa de banho da estação de comboios de Coina

Rapaz de 16 anos foi abusado por homem de 43. Violador está agora em prisão preventiva

Cidade perde rede de agentes com chegada da Transportes Metropolitanos de Lisboa

Rede com mais de uma dezena de estabelecimentos, construída pelos TST, desfeita com chegada de nova transportadora, prejudicando utilizadores mais velhos
- PUB -