17 Maio 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalD. José Ornelas comove-se na despedida e garante levar Setúbal no coração

D. José Ornelas comove-se na despedida e garante levar Setúbal no coração

Prelado confessou deixar a Diocese sadina com “alguma amargura” e que a saudade que vai sentir é “um bom sinal”

 

- PUB -

Foi com emoção que D. José Ornelas disse no passado domingo levar Setúbal “no coração”, naquela que foi a última eucaristia por si presidida enquanto Bispo de Setúbal.

Celebrada na Igreja de Santa Maria, catedral que o viu nascer bispo em Outubro de 2015, a missa de acção de graças começou com o prelado a revelar que sente “muito afecto neste momento, assim como é uma comoção cheia de alegria”.

“Há seis anos que aqui entrei. É natural que sinta alegria por aquilo que aqui vivemos juntos e também por aquilo que não fizemos, mas nas sementes que lançámos à terra”, disse D. José Ornelas, nomeado a 28 de Janeiro Bispo de Leiria-Fátima.

- PUB -

Sobre o olhar atento de dezenas de fiéis, revelou tratar-se de “um momento importante na vida da Igreja, porque não é apenas uma mudança de líder ou uma questão administrativa”. “É que o bispo não é aquele que faz a Igreja, mas a Igreja não se faz sem o bispo”, afirmou.

A partir da Sé de Setúbal, confessou não ter vindo para território sadino “de boa vontade porque estava de malas aviadas para outro lado”, mas que hoje agradece “a Deus a grande graça de ter feito este caminho”. “É bom que hoje sinta pena de sair de cá, porque é fruto desse gostar, é fruto daquilo que se vive. Foi aqui que fui aprendendo a ser bispo”, revelou.

Sobre a sua partida, D. José Ornelas afirmou não ter pedido ou desejado a mesma, até porque sempre pensou “que ia passar em Setúbal o resto da vida como bispo”. “Primeiro revoltei-me. Achei que não tinha sentido, mas Deus tem outros propósitos”.

- PUB -

Em retrospectiva, avançou que o seu percurso enquanto Bispo de Setúbal “nem sempre foi fácil”, mas que tudo se tornou mais simples com o apoio de todos.

“Aprendi com os padres, com os bispos que me precederam, mas também com tanta gente, na sua generosidade, na sua estima e na sua delicadeza. Levo isso tudo no coração. Se vou com mágoa da saudade, é um sinal bom, porque foi com essa saudade, com tantos rostos, tantos gestos e tanto carinho que nós fomos experimentando e partilhando”.

Fez igualmente questão de agradecer “a Deus os padres que deu à Igreja, a todas as paróquias e aos movimentos, que estão activos e generosos”. “Posso dizer com sinceridade, alegria e alguma amargura que vos levo no coração. Agradeço aquilo que vivi entre vós e o acolhimento que me dispensaram”.

Prestes a terminar, disse em tom de brincadeira que certamente há-de regressar a Setúbal “para comer um peixinho”. “Levo de Setúbal o gosto da liberdade, da participação, da espontaneidade e o gosto da liberdade”, concluiu.

A entrada solene de D. José Ornelas na Diocese de Leiria-Fátima acontece no próximo dia 13 na Sé de Leiria, sendo que o prelado vai celebrar a primeira missa no Santuário de Fátima a 20 de Março, pelas 11 horas, como Bispo de Leiria-Fátima.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas

“A Judiciária que investigue, não temos nada a esconder”

Igor Khashin e Yulia Khashina falam pela primeira vez após o inicio da polémica

Matias Damásio a abrir com The Gift pelo meio e Dulce Pontes a fechar as Festas de São Pedro

Calendário das três actuações está definido. Depois de dois anos de interregno, a tradição volta a ser o que era
- PUB -