21 Maio 2022, Sábado
- PUB -
InícioLocalSinesCentro de Artes de Sines mostra como o Alentejo sentiu na pele...

Centro de Artes de Sines mostra como o Alentejo sentiu na pele o flagelo pandémico

Exposição de fotografia é inaugurada neste sábado e dá a conhecer expressões e momentos registados ao longo de quase dois anos de pandemia

 

- PUB -

Se uma imagem vale mais do que mil palavras, quanto não valerá o conjunto de expressões e momentos captados pelas objectivas de quatro fotógrafos a ilustrar o embate do maior flagelo que assolou a humanidade? No Alentejo, a resposta pode ser formulada a partir de uma visita ao Centro de Artes de Sines, onde amanhã pelas 16 horas é inaugurada uma exposição de fotos da autoria de António Carrapato, António Cunha, Augusto Brázio e Maria do Mar Rêgo que pode ser apreciada até 13 de Março.

[email protected], olhares” intitula a mostra itinerante de fotografia que retrata os “diferentes momentos e situações vividas ao longo de quase dois anos” de pandemia, faz notar a Câmara Municipal de Sines, em comunicado.

A exposição resulta de um desafio lançado pela Direcção Regional de Cultura do Alentejo (DCRAlentejo) e levou os quatro fotógrafos a calcorrearem a região alentejana com o intuito de dar a conhecer ao público – e também de registar para a posteridade – “os seus olhares”, perante o impacte do novo coronavírus no território.

- PUB -

O conjunto final de obras apresentado na mostra foi seleccionado por Rui Prata, comissário da exposição, que procurou “a partir de um acervo mais vasto, além da qualidade estética das imagens, evidenciar a cronologia dos acontecimentos”, revela a autarquia.

Além de “contribuir para a perpetuação de uma memória”, a exposição pretende “criar uma narrativa consistente” que espelhe “a multiplicidade das situações e momentos vividos quotidianamente”, adianta a edilidade.

Ainda de acordo com a autarquia, a mostra – organizada pela DCRAlentejo com o apoio do município de Sines – revela igualmente “uma ampla e enriquecedora visão dos factos contribuindo para a elaboração de um corpo de memória fundamental da presente sociedade”.

- PUB -

A exposição pode ser visitada de segunda-feira a sábado, entre as 12 e as 18 horas, no Centro de Artes de Sines.

Com Lusa

Comentários

- PUB -

Mais populares

Piscina na urbanização dos Fidalguinhos está quase a sair do papel

Obra de 3,5 milhões de euros já tem projecto e concurso pode avançar ainda este ano. Futuro equipamento terá capacidade para cerca de 700...

Jovem sequestrado e violado em casa de banho da estação de comboios de Coina

Rapaz de 16 anos foi abusado por homem de 43. Violador está agora em prisão preventiva

Cidade perde rede de agentes com chegada da Transportes Metropolitanos de Lisboa

Rede com mais de uma dezena de estabelecimentos, construída pelos TST, desfeita com chegada de nova transportadora, prejudicando utilizadores mais velhos
- PUB -