27 Maio 2022, Sexta-feira
- PUB -
InícioLocalPalmelaPalmela recebe torneio de golfe para pessoas com deficiência organizado por associação...

Palmela recebe torneio de golfe para pessoas com deficiência organizado por associação europeia

Scott Bennett garante que “Portugal é um país atractivo para a realização destes torneios, porque tem boas acessibilidades, aeroportos perto e um clima ameno”

 

- PUB -

Quarenta e oito golfistas de 15 países participam no torneio de golfe para pessoas com deficiência que começou hoje no ‘resort’ do Montado, em Palmela, organizado pela EDGA (European Disabled Golf Association), associação sem fins lucrativos.

Fundada na Holanda em 2000, a associação EDGA promove a prática do golfe, enquanto actividade inclusiva, com a colaboração das federações de golfe de 34 países, incluindo a federação portuguesa, através de vários torneios para pessoas com deficiência.

“Portugal é um país atractivo para a realização destes torneios, porque tem boas acessibilidades, aeroportos perto dos campos de golfe, que são muito bons, a par do clima ameno nesta época do ano, que contrasta com os Invernos rigorosos no norte da Europa”, disse à agência Lusa Scott Bennett, da organização do torneio da EDGA no Montado, em Palmela.

- PUB -

Segundo Scott Bennett, o torneio do Montado, que decorre até sexta-feira, insere-se na iniciativa ‘Portugal Swing’, em que se integrava também o torneio Vilamoura Open, que decorreu de 13 a 14 de Fevereiro, no Algarve.

“Desde 2014 já desenvolvemos mais de 15 iniciativas em Portugal”, sublinhou Scott Bennett, adiantando que, nos próximos meses, a EDGA se propõe a colaborar com hospitais e centros de reabilitação de pessoas com deficiência, no sentido de sensibilizar estas entidades para a importância e vantagens da prática do golfe para a inclusão, a exemplo do que tem vindo a fazer noutros países.

“O golfe é um desporto mais inclusivo. A bola está parada e qualquer pessoa tem facilidade em controlar o que acontece. E há a possibilidade de se praticar a modalidade em formatos diferentes, o que permite a participação de pessoas com diferentes tipos de deficiência, física, sensorial ou intelectual”, sublinhou.

- PUB -

Para Nuno Santos, um dos portugueses que há cerca de um ano foi desafiado a participar nos eventos da EDGA, a que se mantém ligado desde então, o golfe não só ajuda a “quebrar o estigma” das pessoas portadoras de deficiência, como proporciona outras oportunidades inclusivas.

“O golfe ajuda a quebrar barreiras e traz-me um sentido de foco e de oportunidade muito prazeroso, além de me permitir conhecer muita gente interessante da EDGA. Cada um encontra a sua forma de jogar e de superar os seus desafios”, disse Nuno Santos, um dos portugueses inscritos no torneio de golfe da EDGA, no Montado.

GR

Comentários

- PUB -

Mais populares

Jovem de 16 anos morre colhido por touro nas Festas da Moita

Vítima foi transportada em estado crítico para o Hospital do Barreiro, mas acabou por não resistir aos ferimentos

Sonae Capital vende hotéis em Tróia

Apesar do negócio, multinacional mantém gestão do Aqualuz Tróia Mar&Rio e do The Editory By The Sea Tróia-Comporta

Bilhete de época para atrair mais vitorianos ao Bonfim em 2022/23

Sadinos avançam com medida para terem mais sócios no estádio nos jogos da Liga 3
- PUB -