20 Maio 2022, Sexta-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalIgreja prepara-se para anunciar saída de D. José Ornelas de Setúbal nos...

Igreja prepara-se para anunciar saída de D. José Ornelas de Setúbal nos próximos dias

Informação de que Prelado vai substituir D. António Marto deve ser divulgada esta quinta-feira

 

- PUB -

O anúncio oficial da saída de D. José Ornelas de Setúbal para assumir a liderança da Diocese de Leiria-Fátima, em substituição do Bispo Diocesano e Cardeal D. António Marto, vai ser feito nos próximos dias, com fonte próxima da Igreja a revelar a O SETUBALENSE que a informação deverá ser divulgada esta quinta-feira.

A saída de D. José Ornelas, nomeado Bispo de Setúbal a 24 de Agosto de 2015 pelo Papa Francisco, representa um acontecimento inédito na Diocese sadina, na qual D. Manuel Martins e D. Gilberto Canavarro dos Reis, os dois bispos antecessores, ocuparam o cargo até à renúncia por motivos de idade.

Foi também este o motivo que levou D. António Marto, de 75 anos, a resignar ao cargo de Bispo de Leiria-Fátima, sendo que a sucessão poderá ainda abrir caminho para que D. José Ornelas possa vir a ser nomeado Cardeal.

- PUB -

Contactada por O SETUBALENSE, a Diocese de Setúbal apenas afirmou não haver “de momento qualquer informação oficial da notícia veiculada”, e que “quando, e se houver, será divulgada através dos meios de comunicação oficiais da Igreja Católica em Portugal”.

Já o Prelado de 68 anos, eleito a 16 de Junho de 2020 presidente da Conferência Episcopal Portugal (líder dos bispos portugueses), não confirmou nem desmentiu a sua partida de Setúbal rumo a Leiria-Fátima, explicando somente que “as notícias, quando chegam, chegam pelos canais próprios”.

“Chegam pela Santa Sé. Nada me chegou. Já sabem mais do que eu. Não vou fazer comentários”, acrescentou o ainda Bispo de Setúbal.

- PUB -

D. José Ornelas nasceu a 5 de Janeiro de 1954 no Porto da Cruz, Ilha da Madeira, tendo iniciado o seu percurso religioso no Colégio Missionário da Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus (Dehonianos), depois de ter frequentado o Seminário Menor Diocesano do Funchal. “Depois de um ano de noviciado, emitiu a primeira profissão religiosa em Aveiro, a 29 de Setembro de 1972”, pode ler-se na página oficial da Diocese de Setúbal.

Já em 1981, mais precisamente no dia 9 de Agosto, foi ordenado padre no Funchal. Antes, em 1979, concluiu a licenciatura em Teologia, na Universidade Católica Portuguesa, em Lisboa, e “especializou-se em Ciências Bíblicas, em Roma e Jerusalém, terminando a Licenciatura Canónica no Pontifício Instituto Bíblico de Roma”.

“Na sua Congregação, foi formador no Seminário de Alfragide, em paralelo com a actividade docente e assumiu outros cargos no âmbito da Província Portuguesa dos Dehonianos, da qual se tornou Superior Provincial a 1 de Julho de 2000.

No Capítulo Geral da Congregação, foi eleito Superior Geral dos Dehonianos a 27 de Maio de 2003, cargo que ocupou até 6 de Junho de 2015”. Nos últimos seis anos dirigiu a Diocese de Setúbal, na qual sucedeu a D. Gilberto Canavarro dos Reis.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Matias Damásio a abrir com The Gift pelo meio e Dulce Pontes a fechar as Festas de São Pedro

Calendário das três actuações está definido. Depois de dois anos de interregno, a tradição volta a ser o que era

Dez dias de música em vários palcos da cidade de Setúbal com os melhores sons e vozes

O festival arranca com Pedro Abrunhosa, atravessa vários artistas e termina com Cuca Roseta

“A Judiciária que investigue, não temos nada a esconder”

Igor Khashin e Yulia Khashina falam pela primeira vez após o inicio da polémica
- PUB -