16 Maio 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalMoitaMunicípio da Moita vai passar a ter quatro espaços cidadão

Município da Moita vai passar a ter quatro espaços cidadão

Alhos Vedros e Vale da Amoreira ganham postos de atendimento. Horário será alargado ao período pós-laboral

 

- PUB -

O município da Moita e a Agência para a Modernização Administrativa (AMA) assinaram anteontem, um protocolo para a instalação de mais Espaços Cidadão no concelho, nos actuais Balcões do Munícipe daquela vila e da Baixa da Banheira, com a criação de novos espaços na freguesia de Alhos Vedros e no Vale da Amoreira, de modo a aumentar e reforçar os serviços prestados à população.

Com os quatro novos postos, segundo a autarquia local, pretende-se “dar uma resposta mais célere dos serviços e, ao mesmo tempo, não só promover a interacção digital entre os cidadãos e a administração pública”, mas também, “auxiliar a população [moitense] com mais dificuldade no acesso a estes serviços”.

Carlos Albino, presidente da edilidade, considera que a assinatura deste protocolo “é um passo importantíssimo” para quem reside no território. “A digitalização dos serviços, a desburocratização e uma maior sustentabilidade é o caminho que queremos seguir, sem nunca descurar o carácter inclusivo no atendimento às nossas populações”, defende.

Protocolo permite criação de quadro Espaços do Cidadão e alargamento de horário no período pós-laboral
- PUB -

A este propósito e em declarações a O SETUBALENSE, o autarca afirmou que esta inovação era há muito defendida pelos eleitos, com “muito mais serviços do que os existentes e um maior alargamento de horário – entre as 8h00 até às 20h00 –, para que, aquelas pessoas que trabalhem em Lisboa ou noutros concelhos da região possam, no período pós-laboral, tratar das questões que necessitem”.

O atendimento passa desta forma a estar descentralizado e irá aproveitar os espaços físicos já existentes. “Os cidadãos do nosso concelho passam a ter locais privilegiados para tratar dos seus assuntos, sem terem de se descolar a outras entidades”, acrescenta Carlos Albino.

O presidente revelou ainda que a Câmara Municipal “terá que investir neste âmbito, sobretudo, em termos de meios humanos que serão necessários alocar, a nível interno, para prestar um serviço de qualidade”, sendo que “os valores acrescidos não serão significativos”, disse.

- PUB -

“Quanto muito será necessário abrir concurso para contratação de duas pessoas a mais, mas este não será um valor avultado [tendo em conta] que é um investimento que estamos a fazer no serviço público”, assinalou.

Balcões existentes surgiram em Dezembro de 2016

Recorde-se que a actual rede de Balcões do Munícipe naquele concelho, abriu ao público na data em que se assinalaram 40 anos sobre a realização das primeiras eleições para as autarquias locais, a 12 de Dezembro de 2016, em espaços considerados “modernos e acolhedores”, criados a pensar na comodidade da população e na sua relação com o município.

Nos últimos anos e mesmo durante a actual pandemia, aqueles espaços têm permitido que os habitantes possam resolver todas as suas questões no mesmo local, desde o pagamento das águas ao licenciamento de actividades económicas, passando por informações acerca de assuntos relacionados com questões urbanísticas.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas

“A Judiciária que investigue, não temos nada a esconder”

Igor Khashin e Yulia Khashina falam pela primeira vez após o inicio da polémica

Matias Damásio a abrir com The Gift pelo meio e Dulce Pontes a fechar as Festas de São Pedro

Calendário das três actuações está definido. Depois de dois anos de interregno, a tradição volta a ser o que era
- PUB -