27 Janeiro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalMontijoFuturo dos Bombeiros Voluntários do Montijo decide-se hoje

Futuro dos Bombeiros Voluntários do Montijo decide-se hoje

Amável Pires e Jorge Lopes concorrem à presidência da direcção. Os dois revelam as razões por que se candidatam e avançam os objectivos que defendem para o próximo triénio

Hoje, quando os ponteiros do relógio marcarem as 17h30, começa a ser decidido o futuro da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Montijo. As eleições dos corpos sociais – assembleia geral, direcção e conselho fiscal – para o triénio 2022-2024 vão decorrer no quartel até às 21h30. ´

- PUB -

A votos submetem-se duas listas. A lista A, que representa uma aposta na continuidade com recandidaturas à presidência dos três órgãos; e a lista B, que se apresenta como alternativa apostada na mudança.

O SETUBALENSE lançou as mesmas três questões aos candidatos à presidência da direcção – Amável Pires, pela lista A, e Jorge Lopes, pela lista B. Mais logo, serão os sócios a ter a última palavra, mas em sede própria.

1. O que leva a candidatar- -se?

- PUB -

2. Quais os principais objectivos para o novo mandato?

3. O que diferencia esta candidatura da adversária?

AMÁVEL PIRES (Lista A)

- PUB -

1. Quando tomei posse como presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Montijo deparei-me com uma situação preocupante no que respeitava à regularização do património da associação, nomeadamente no que se refere ao número de ambulâncias existentes, bem como ao estado funcional de muitas das viaturas de combate a incêndio.

Por outro lado, houve que regularizar o património da associação, porquanto era dado como existente o antigo quartel junto à Câmara Municipal, bem como um terreno junto à Praça Sá Carneiro (no Esteval) de que se continuava a pagar imposto sem que daí resultasse qualquer usufruto para os bombeiros.

Além da substancial melhoria no parque de viaturas, houve que efectuar a regularização do quadro do pessoal através de um acordo de empresa, o que permitiu a satisfação de muitas das reivindicações do corpo de bombeiros que assim viu concretizadas várias das suas aspirações.

A renovação da minha candidatura prende-se, pois, com a necessidade de dar continuidade ao caminho que tem vindo a ser traçado, com o objectivo de dotar esta associação com os meios humanos e materiais que permitam prestar os serviços de socorro e apoio à população de modo eficiente.

2. Neste novo mandato pretende-se dar continuidade ao trabalho que tem vindo a ser desenvolvido, bem como manter as boas relações com a Câmara Municipal e a Protecção Civil do Montijo e a operacionalidade do nosso comando e corpo activo, não esquecendo a necessária união entre todos os elementos operacionais e todos os membros da associação. É objectivo desta candidatura a melhoria do parque de viaturas de socorro, assim como do pessoal especializado com TAS (Tripulantes de Ambulância de Socorro), bem como a criação de mais uma EIP (Equipa de Intervenção Permanente).

Com a constituição do novo comando operacional pretende-se reforçar a separação entre a parte operacional e a área administrativa, cada uma com competências específicas, sem esquecer a necessidade da sua articulação para um mais eficaz desempenho das actividades.

Há também necessidade de legalizar a listagem dos associados, regularizar as suas moradas e informatizar o seu quadro, como ainda angariar mais associados e reconhecer os que com a associação se mantêm por um número considerável de anos.

3. Esta candidatura assume-se como a de maior experiência na direcção associativa (52 anos de dirigente associativo), com provas dadas em outras colectividades a que deu a sua colaboração.

JORGE LOPES (Lista B)

1. O sentido do dever cívico, não só para com a cidade como também para com a associação e todos os homens e mulheres que dela fazem os bombeiros do Montijo.

2. Levar a efeito todos os projectos evidenciados na proposta da lista B, a começar pela criação do posto médico para sócios e bombeiros. Posto médico com várias valências, iniciando-se com consultas médicas.

A criação de seguro de saúde para bombeiros com entidades da área de saúde; a criação de protocolos e parcerias com diversas entidades para os sócios terem mais benefícios; a profissionalização e modernização dos bombeiros; e a revisão e actualização do acordo de empresa com vista a melhorar as condições dos bombeiros.

Além disso, melhorar a qualidade no serviço de emergência pré-hospitalar e de transporte de doentes; e melhorar a situação financeira dos bombeiros, criando futuro e valor, preservando a história.

3. A dinâmica, o profissionalismo, o empenho, entre outras, de todos os elementos que incorporam a lista B.

Comentários

- PUB -

Mais populares

D. José Ornelas deixa de ser Bispo de Setúbal

O SETUBALENSE sabe que o Prelado vai substituir D. António Marto na Diocese de Leiria-Fátima

Autocarro consumido pelas chamas no centro de Setúbal [corrigida]

Viatura dos TST circulava perto do Comando da PSP. Passageiros e motorista saíram ilesos

Moradores do condomínio da Quinta da Trindade queixam-se de ruído vindo de estaleiro naval

A decapagem do casco de navios está a tirar o sossego a quem reside nas proximidades do estaleiro. Empresa diz que está a mitigar incómodo
- PUB -