27 Janeiro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioÚltimasNova esquadra da PSP entre as obras do Barreiro para 2022

Nova esquadra da PSP entre as obras do Barreiro para 2022

Município aprova orçamento de 77 milhões, incluindo TCB

 

- PUB -

O executivo da Câmara do Barreiro, liderado pelo presidente socialista Frederico Rosa, aprovou durante a última reunião camarária, com dois votos contra dos eleitos da CDU, as Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2022, por um valor que ronda os 65 milhões de euros – aos quais se juntam mais 12,4 milhões relativos aos serviços municipalizados dos TCB –, perfazendo um total de 77 milhões de euros.

Em declarações a O SETUBALENSE e no que toca a obras estruturantes, segundo o vereador e vice-presidente do município, Rui Braga, entre os principais investimentos conta-se “a regeneração do espaço público e respectivas infraestruturas da zona do Barreiro Velho, a reabilitação do Moinho Grande [de Alburrica], a construção da Unidade de Saúde Familiar, no Alto do Seixalinho, e a instalação da futura Loja do Cidadão”, em duas lojas situadas no Forum Barreiro.

Startup Barreiro entre as obras do Barreiro para 2022

Neste momento, segundo o autarca, “estamos a ultimar os projectos de arquitectura e especialidade com as entidades competentes [e] estaremos em condições a muito breve trecho de lançar o concurso [do Centro de Saúde]”, revelou, no decorrer da reunião.

- PUB -

Em termos de custos orçamentais, no exercício do ano que vem, transitam de 2021 obras como a conclusão da Esquadra da PSP, que deverá começar a funcionar após o mês de Janeiro, assim como a reformulação da Avenida da Liberdade – cuja intervenção está em fase final dos trabalhos –, além da Startup Barreiro, cuja inauguração está igualmente apontada para o princípio do ano, embora o projecto já esteja a ser desenvolvido nas instalações do Museu Industrial da Baía do Tejo.

Com rubricas em orçamento e no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), está também a aposta na área da habitação e da habitação social, com uma solução à vista para o Bairro Alves Redol, onde a edilidade quer estar “na linha da frente”, bem como investimentos na Quinta das Canas e nas bacias de retenção da Penalva, para acabar de vez com estas Áreas Urbanas de Génese Ilegal no concelho.

Também a substituição da cobertura do pavilhão Luís de Carvalho, na Cidade Sol, está contemplada no próximo orçamento: “uma obra há algum tempo adiada, que será concluída em 2022”, garantiu Rui Braga.

- PUB -

Projecto prevê intervenção junto ao Largo da Santinha

Seguindo a mesma filosofia que a autarquia barreirense tem vindo a adoptar em outras intervenções municipais, com o melhoramento de infraestruturas de subsolo e do espaço público, alargamento do espaço pedonal e dos passeios, “para dar mais conforto a toda a população”, a câmara pretende implementar, ao longo do próximo ano, o projecto de reformulação da circulação do Largo da Santinha, na freguesia do Alto do Seixalinho.

Já no âmbito da reformulação do Barreiro Velho, Rui Braga acrescentou ainda que, numa primeira fase, o centro da cidade voltará a ser alvo de uma nova intervenção: “Queremos tornar a Rua Miguel Bombarda num projecto-piloto ‘smart city’, com sensores para controlar a qualidade do ar, pedonalizar a rua quando entendermos, com recurso a tecnologia, iluminação inteligente – que já temos –, e acoplar energia nas passadeiras, para que depois possamos alargar estas funções ao resto do município, para contar pessoas, carros e percebermos os fluxos de trânsito”, realçou.

No próximo ano, outra das metas da autarquia, em matéria de recolha de resíduos urbanos, está em estender o projecto-piloto em execução no Alto do Seixalinho às freguesias de Santo André e Lavradio. O vereador destaca “a intensiva execução” do orçamento, realçando a “vontade enorme do executivo em ganhar qualidade de vida” para a sua população.

Mais uma vez, também o valor destinado à cultura vai ultrapassar um milhão de euros, com 70 mil euros destinados ao Auditório Municipal Augusto Cabrita. Já a área do associativismo será dotada com uma verba no valor de 320 mil euros.

Durante a exposição efectuada pela vereadora Maria João Regalo, relativamente às opções e orçamento para os TCB, a responsável assinalou que o principal montante está reservado às despesas de pessoal daqueles serviços municipalizados, seguindo-se os valores destinados aos gastos com o gás, gasóleo e material para manutenção das viaturas, num total de 56%. Em matéria de receita, neste âmbito, a autarquia espera arrecadar cerca de 11 milhões e 346 mil euros.

Comentários

- PUB -

Mais populares

D. José Ornelas deixa de ser Bispo de Setúbal

O SETUBALENSE sabe que o Prelado vai substituir D. António Marto na Diocese de Leiria-Fátima

Autocarro consumido pelas chamas no centro de Setúbal [corrigida]

Viatura dos TST circulava perto do Comando da PSP. Passageiros e motorista saíram ilesos

Moradores do condomínio da Quinta da Trindade queixam-se de ruído vindo de estaleiro naval

A decapagem do casco de navios está a tirar o sossego a quem reside nas proximidades do estaleiro. Empresa diz que está a mitigar incómodo
- PUB -