28 Janeiro 2022, Sexta-feira
- PUB -
InícioLocalPalmelaComissão de Trabalhadores diz que Autoeuropa prevê produzir menos 53 mil automóveis...

Comissão de Trabalhadores diz que Autoeuropa prevê produzir menos 53 mil automóveis em 2022

Fábrica de automóveis prevê uma produção de 204 mil automóveis devido à crise no fornecimento de semicondutores e poderá vir a prescindir do 4.º turno

 

- PUB -

A Autoeuropa prevê uma produção de 204 mil automóveis em 2022, menos 53 mil que a capacidade instalada, e poderá vir a prescindir do 4.º turno, revelou a Comissão de Trabalhadores em comunicado a que a agência Lusa teve hoje acesso.

No comunicado interno datado de 30 de Novembro, a Comissão de Trabalhadores (CT) da Autoeuropa refere que a quebra de produção se deve à crise no fornecimento de semicondutores, que tem afectado toda a indústria automóvel, e adverte que o eventual fim do 4.º turno coloca em causa o futuro de 900 trabalhadores da fábrica de automóveis da Volkswagen em Palmela.

De acordo com a CT da Autoeuropa, a informação sobre a quebra de produção em 2022 foi transmitida pela administração na empresa durante o processo negocial de um novo pré-acordo laboral, que teve início no passado dia 10 de Novembro.

- PUB -

A CT da Autoeuropa salienta, no entanto, que, não obstante considerar que o 4.º turno não será necessário para o volume de produção previsto para 2022, a administração da fábrica comunicou também a intenção de “manter as quatro equipas [uma equipa por turno] nos quadros da empresa”.

Refere ainda que, para conseguir este objectivo, a administração da Autoeuropa defende que são necessárias novas “ferramentas de flexibilidade, de modo a viabilizar, financeiramente, a manutenção de todos os postos de trabalho, não comprometendo a competitividade, produtividade e restantes indicadores da fábrica”.

Na informação transmitida aos funcionários da Autoeuropa, a CT refere ainda que, para o ano de 2022, estão previstos cerca de 64 dias de paragem, incluindo 22 dias de férias, 22 ‘down-days’ (dias de não produção) e ainda mais 20 dias de paragem para os quais terão de se encontrar as necessárias ferramentas de flexibilidade.

- PUB -

Nas negociações do novo pré-acordo laboral, a CT já apresentou à administração uma proposta de horário alternativo, mas que foi rejeitada pela administração com o argumento de que iria aumentar os custos de produção.

A CT também rejeitou as propostas da administração de banco de horas e congelamento de progressões durante um ano, mas as negociações prosseguem nas próximas semanas.

Apesar de ainda não haver pré-acordo laboral, no passado dia 26 de Novembro, nas comemorações dos 30 anos da fábrica em que também foi apresentada uma versão renovada do automóvel T-ROC produzido em Palmela, a Volkswagen anunciou a intenção de investir mais 500 milhões de euros na Autoeuropa nos próximos cinco anos.

Na ocasião, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que presidiu às comemorações, afirmou que a Alemanha e a Autoeuropa cumpriram os compromissos assumidos com Portugal.

GR

Comentários

- PUB -

Mais populares

D. José Ornelas deixa de ser Bispo de Setúbal

O SETUBALENSE sabe que o Prelado vai substituir D. António Marto na Diocese de Leiria-Fátima

Autocarro consumido pelas chamas no centro de Setúbal [corrigida]

Viatura dos TST circulava perto do Comando da PSP. Passageiros e motorista saíram ilesos

Moradores do condomínio da Quinta da Trindade queixam-se de ruído vindo de estaleiro naval

A decapagem do casco de navios está a tirar o sossego a quem reside nas proximidades do estaleiro. Empresa diz que está a mitigar incómodo
- PUB -