25 Janeiro 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalFaleceu Francisco Lobo, antigo presidente da Câmara Municipal de Setúbal

Faleceu Francisco Lobo, antigo presidente da Câmara Municipal de Setúbal

Ex-autarca é recordado como “um nome indissociável da história do Poder Local do Distrito e da resistência antifascista”

 

- PUB -

Faleceu no passado sábado, aos 90 anos, Francisco Lobo, presidente da Câmara Municipal de Setúbal entre 1979 e 1985, eleito pela extinta Aliança Povo Unido.

Francisco Leonel Rodrigues dos Santos Lobo nasceu no Barreiro a 17 de Novembro de 1931. Autor de diversas obras, era membro do Partido Comunista Português desde 1974 e da União de Resistentes Antifascistas Portugueses (URAP), onde “nunca deixou de desenvolver uma intensa actividade”.

Em 1962, “a luta contra a ditadura, pela liberdade e a democracia, levou-o às prisões do fascismo, onde permaneceu dois anos”, lê-se em nota publicada pela Organização Concelhia de Setúbal do PCP  na sua página na rede social Facebook.

- PUB -

Já em 1965, mudou-se para Setúbal por motivos profissionais, e na cidade “continuou a lutar contra a ditadura e pela melhoria das condições de vida dos trabalhadores e do povo”.

Neste ano inicia a função de “operário na IMA, antiga empresa de montagem de automóveis”, sendo que “trabalhava desde os 14 anos numa metalurgia”, explica a União de Resistentes Antifascistas Portugueses (URAP) em comunicado.

No fim da década de 70 assume a presidência da edilidade sadina, cargo que ocupou por dois mandatos.

- PUB -

Em 2003, “pela acção desenvolvida em favor da democracia e dos direitos humanos, a Câmara Municipal do Barreiro atribuiu-lhe o galardão “Barreiro Reconhecido”, na área da “Resistência Antifascista”, enquanto no ano seguinte foi agraciado com a Medalha de Honra da autarquia de Setúbal, na classe “Paz e Liberdade”.

Passados quatro anos, publicou a obra “Histórias de Setúbal / 1974-1986”, “uma edição da URAP, na qual relata as memórias da revolução de Abril, nomeadamente as primeiras manifestações do 25 de Abril e do 1.º de Maio, legado que deixou porque, segundo afirmou, quando a memória se perde é como se não tivesse existido”.

Para a URAP, Francisco Lobo representa “um nome indissociável da história do Poder Local do Distrito de Setúbal e da resistência antifascista, um vulto que deixou a sua marca na memória de todos e é um exemplo para as futuras gerações, que prezam a beleza da luta por um mundo melhor e querem a democracia e a liberdade”.

O corpo de Francisco Lobo vai estar na Capela do Rosário, no Barreiro, a partir das 17h45 de amanha sendo cremado às 11 horas de quarta-feira, em Setúbal.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Duas das crianças feridas em acidente rodoviário em Palmela em estado grave

O sinistro envolveu três veículos ligeiros e obrigou ao corte de trânsito na EN 5 por mais de três horas

Morreu uma das crianças feridas em colisão automóvel no concelho de Palmela 

Menino tinha cinco anos e havia sido transportado no helicóptero do INEM para o Hospital de Santa Maria. Ontem acabou por não resistir aos ferimentos

MP acusa médico do Centro Hospitalar de Setúbal de homicídio por negligência em caso de morte de bebé num parto

Os factos ocorreram no dia 06 de Fevereiro de 2018, nos serviços de urgência de obstetrícia e estão relacionados com o parto de um feto morto
- PUB -