21 Janeiro 2022, Sexta-feira
- PUB -
InícioÚltimasTrabalhadores da Transtejo marcam nova greve parcial entre 20 e 23 de...

Trabalhadores da Transtejo marcam nova greve parcial entre 20 e 23 de dezembro

Trabalhadores avançam com greve caso as reuniões com a administração da empresa e com o Ministério do Ambiente não satisfaça as suas reivindicações

 

- PUB -

Os trabalhadores da Transtejo anunciaram um novo período de greves parciais de 20 a 23 de Dezembro, caso as reuniões com a administração da empresa e com o Ministério do Ambiente não satisfaça as suas reivindicações, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (Fectrans) revelou que os trabalhadores da transportadora fluvial, reunidos na quarta-feira, decidiram pedir reuniões tanto à administração da empresa como ao Ministério do Ambiente, que tutela os transportes urbanos, além de uma nova paralisação parcial.

“Os trabalhadores não entendem que noutras empresas públicas tenham sido reabertos processos de negociação e, nas tuteladas pelo MAAC [Ministério do Ambiente e Ação Climática], continuem sem respostas”, pode ler-se na nota.

- PUB -

Desta forma, o sindicato refere que “será a administração/governo a decidirem se querem ou não que os trabalhadores desenvolvam novas formas de luta”.

Os trabalhadores da Transtejo, juntamente com os da Soflusa, fizeram várias greves parciais durante este ano, a última das quais em 21 de Setembro, devido a falhas nas negociações salariais entre a administração da empresa e os sindicatos, tendo o Ministério do Ambiente reunido igualmente com os sindicatos na tentativa de desbloquear a situação.

A última greve parcial aconteceu entre 08 e 12 de Novembro, durante três horas por turno, tendo abrangido vários sectores durante a semana, culminando com todas as categorias profissionais em greve no último dia.

- PUB -

As reivindicações dos trabalhadores são relativas a este ano, e “podem ser suportadas pelos orçamentos da empresa e do Estado”, pelo que a situação entretanto criada pelo chumbo da proposta orçamental e marcação de eleições legislativas “não inviabiliza situações, basta haver vontade do Governo”, referiu o sindicato.

A Transtejo assegura as ligações fluviais entre o Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão, no Distrito de Setúbal, e Lisboa, enquanto a Soflusa é responsável por ligar o Barreiro à capital.

RCP

Comentários

- PUB -

Mais populares

Pinhalnovense não tem jogadores para ir a jogo no próximo domingo

No Campeonato de Portugal a situação está muito complicada para os clubes da região porque o Barreirense está numa posição delicada na tabela classificativa...

Pinhalnovense sem jogadores para jogar fez falta de comparência

A 12.ª jornada do Campeonato de Portugal ficou marcada pela falta de comparência do Pinhalnovense no jogo que deveria disputar em casa com o...

Vereador diz que cães vadios fogem com crânios na boca e acusa PS de tratar mal os vivos e pior os mortos

João Afonso volta a criticar serviço nos cemitérios. Autarca do PSD denuncia ossadas lavadas em tanques da roupa e colocadas em caixas de fruta a secar. Nuno Canta diz que é fantasia
- PUB -