30 Novembro 2021, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalLeonor Amado foi encontrada viva hoje de manhã caída num penhasco em...

Leonor Amado foi encontrada viva hoje de manhã caída num penhasco em Palmela

A idosa foi socorrida pelos Bombeiros de Palmela, tendo sido levada para os Hospital de S. Bernardo, em Setúbal, de onde teve alta ainda hoje cerca das 20h00

- PUB -

 

Leonor Amado, de 69 anos, de Setúbal, que desapareceu na passada quarta-feira cerca das 14 horas, foi encontrada hoje, sábado, de manhã em Palmela.

Segundo um dos filhos, Calos Amado, Leonor Amado, que sofre de demência, foi encontrada por alguém que ia a passar na zona, “junto a um penhasco”, e viu “alguém caído, com perda de sentidos e hipotermia”.

- PUB -

A mulher foi socorrida pelos Bombeiros de Palmela, tendo sido levada para os Hospital de S. Bernardo, em Setúbal, de onde teve alta ainda hoje cerca das 20h00.

“Está connosco e está bem. Os exames indicam que não foi abusada”, disse Carlos Amado a O SETUBALENSE.

Entretanto, existe a suspeita que Leonor Amado tenha sido “levada” por alguém. “Houve quem a visse acompanhada por um homem que será de Setúbal”, diz Carlos Amado. Situação que, acrescenta, já ter sido comunicada à Polícia Judiciária que está a investigar o caso. Inclusivamente: “há indicações que a minha mãe tenha sido empurrada”, acrescenta o filho.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Dirigir o Vitória Futebol Clube no feminino: as mulheres nos actuais órgãos sociais do clube sadino

Sara Ribeiro, Ana Cruz, Dulce Soeiro e Helena Parreira partilham as suas vivências no clube, cujo regresso à I Liga tanto anseiam   Quando questionadas sobre...

António Costa anuncia que Portugal vai pedir à União Europeia que Península de Setúbal passe a ser uma NUT II

O primeiro-ministro diz que a Península de Setúbal está a ser fortemente penalizada por estar integrada na estrutura nominal da AML  

Volkswagen anuncia novo investimento de 500 milhões na Autoeuropa nos próximos cinco anos

Valor vai ser aplicado "em produto, equipamento e infra-estruturas", explicou Alexander Seitz
- PUB -