26 Outubro 2021, Terça-feira
- PUB -
Início Local Setúbal Inauguração do Terminal Interface contribui para “modernização” do transporte público de Setúbal

Inauguração do Terminal Interface contribui para “modernização” do transporte público de Setúbal

Além de um novo operador e de 170 novos autocarros ‘vestidos’ de amarelo, equipamento vai contar com “oficina de reparação de bicicletas”

 

- PUB -

O transporte público em Setúbal deu ontem um importante passo rumo à “modernização” e “desenvolvimento” da cidade, no que diz também respeito à mobilidade, com a inauguração do Interface de Transportes de Setúbal.

O equipamento, que deverá entrar em funcionamento no próximo mês de Novembro, vem juntar o serviço rodoviário à estação ferroviária já existente na Praça do Brasil, em “instalações modernas, dotadas de todas as condições”, garantiu Maria das Dores Meira, presidente da Câmara Municipal de Setúbal.

- PUB -

Para a edil, o momento “importantíssimo” e de “elevado simbolismo”, aliado à chegada do consórcio de empresas Alsa Todi – formado pela NEX Continental e a Transportes Luísa Todi – ao concelho, em substituição da TST (Transportes Sul do Tejo), vai causar “uma verdadeira revolução em matéria de transportes públicos de Setúbal”.

“O objectivo deste novo terminal é congregar a intermodalidade na zona da actual estação de comboios ao reunir, num único pólo, opções de transporte colectivo rodoviário e ferroviário e que, actualmente, funcionam em locais distintos da cidade”, destacou.

Actualmente estão a ser executados os últimos preparativos, como é disso exemplo a rotunda a ser construída frente ao equipamento, no sentido de “optimizar a circulação rodoviária da zona”, ao melhorar “a distribuição e transição do fluxo de trânsito”.

- PUB -

O Interface de Setúbal, explica Carlos Rabaçal, vereador das Obras Municipais, “só poderá entrar em funcionamento quando esta obra estiver concluída”. “O equipamento só funciona com a rotunda exterior e com os arranjos todos que vão ser feitos à volta. Logo que se conclua a rotunda isto está operacional”, disse.

A empreitada, num investimento de quase 4,4 milhões de euros, contou com “uma comparticipação de fundos comunitários de 50%”, resultando num terminal rodoviário com uma área de quase 3 500 metros quadrados e capacidade para 14 autocarros.

A intervenção, consignada ao grupo ABB – Alexandre Barbosa Borges, incluiu igualmente a criação de um parque subterrâneo pago, com lotação para 117 viaturas, a juntar ao estacionamento disponível na superfície, que serve a estação ferroviária.

O projecto, designado PAMUS 01 – Interface de Setúbal “está integrado na estratégia de mobilidade para a cidade, consubstanciado no Plano de Mobilidade Sustentável e Transportes de Setúbal que a Câmara Municipal elaborou para assegurar um desenvolvimento planeado e harmonioso das matérias relacionadas com a mobilidade no concelho”.

Para o futuro, Maria das Dores Meira destacou a construção de um terminal na zona das Fontainhas, para ligar comboios, autocarros e barcos, também com o objectivo de facilitar o acesso a Troia e aos restantes concelhos do litoral alentejano. “Já está pensado, está no nosso PDM [Plano Director Municipal]. Já tem o estudo, agora é só fazer o projecto de arquitectura e avançar”, referiu.

Novo operador ‘traz consigo’ 170 novos autocarros

Com a chegada do novo operador “a partir de Abril de 2022”, vão também chegar ao concelho novos autocarros, de cor amarela e com a marca Carris Metropolitana, explicou Fernando Esteves, administrador da Alsa Todi.

No total, para o Lote 4 da Área Metropolitana de Lisboa, que contempla os concelhos de Alcochete, Moita, Montijo, Palmela e Setúbal, estão previstas 170 novas viaturas, “todas equipadas para o transporte de pessoas com mobilidade reduzida e com wi-fi”.

“Pretendemos dar melhores condições e segurança a todos os munícipes da cidade de Setúbal”, revelou. Com parte da frota já eléctrica, este representa também um importante passo para a redução da pegada ecológica.

Sobre o Interface de Transportes, disse a O SETUBALENSE considerar que o mesmo “está muito bem concebido, com muitas condições e bem centralizado”. “Tem tudo para correr bem”, expressou.

Oficina de bicicletas na estação também nos planos

A abertura de uma “pequena oficina para reparações de bicicletas ou trotinetes” nas instalações da estação intermodal faz também parte dos planos, com o objectivo de incentivar “as pessoas a utilizarem os transportes públicos”.

Quem o afirma é Sónia Alegre, do conselho de administração da Transportes Metropolitanos de Lisboa, para, em seguida, contar que será ainda “criada uma BiciBox com 12 bicicletas”.

“Vai ser um estacionamento fechado, em que as pessoas que se desloquem até ao Interface poderão deixar estacionadas as suas bicicletas. O cartão Navegante, que permite viajar nos transportes públicos, vai ser a chave da abertura do BiciBox”, reforçou.

Terminal da Várzea mantém-se no activo em retaguarda

Questionado sobre o destino do terminal edificado na zona da Várzea, Carlos Rabaçal esclareceu que o mesmo “pode e deve funcionar em retaguarda, como apoio ou para estacionamento”.

“Os autocarros da praia continuam a fazer lá paragem. Aquilo vai ter uma utilização até mesmo de estacionamento de apoio. Aquela obra é relevante e vai ser útil na mesma, só que a operação dos autocarros é toda feita aqui [Praça do Brasil]”, sublinhou, a concluir.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Leonor Amado foi encontrada viva hoje de manhã caída num penhasco em Palmela

A idossa foi socorrida pelos Bombeiros de Palmela, tendo sido levada para os Hospital de S. Bernardo, em Setúbal, de onde teve alta ainda hoje cerca das 20h00

Última Hora: Vitória aprova venda de 89% da SAD a investidor

Última Hora: Vitória aprova venda de 89% da SAD a investidor

Superpolícias da esquadra do Montijo sagram-se campeões europeus de jiu-jitsu

Ouro de José Peres e João Pavia soma a méritos profissionais: um já salvou uma vida humana; o outro efectou detenções fora de serviço
- PUB -