25 Junho 2022, Sábado
- PUB -
InícioLocalGrândolaGrândola promove canção de protesto neste fim-de-semana

Grândola promove canção de protesto neste fim-de-semana

Sérgio Godinho, Carlos Alberto Moniz, José Fanha e Samuel Quedas, além de artistas espanhóis, vão estar em palco. A britânica Grace Petrin estreia-se em Portugal na companhia de Ben Moss

 

- PUB -

Exposições, concertos, sessões de cinema e conversas integram o programa da edição deste ano do Encontro da Canção de Protesto, que vai ter lugar em Grândola nos próximos dias 10, 11 e 12.

O evento arranca pelas 18h00 de sexta-feira no Jardim 1.º de Maio, com a inauguração da exposição “A Internacional: 150 anos de um hino” a qual inclui uma apresentação musical do Coro da Casa da Achada.

À noite, a partir das 21h00, Sérgio Godinho estará em concerto no complexo desportivo José Afonso, onde dará especial destaque aos seus trabalhos “Os sobreviventes” e “Pré-Histórias”, gravados no início da década de 70, em França.

- PUB -

Duas horas mais tarde (23h00) no Jardim 1.º de Maio estreia-se a actuar em Portugal a cantora folk britânica Grace Petrin, que traz consigo Ben Moss. Natural de Leicester, Grace, de 34 anos, iniciou a sua carreira em 2006, tendo gravado perto de uma dezena de discos. Ben Moss é um músico também britânico na área da folk, tocando violino e guitarra e que editou recentemente o seu álbum de estreia.

No sábado,  11, no Cine Granadeiro decorrerão ao longo do dia várias “sessões testemunhais dedicadas às geografias de Grândola, vila morena, aos discos de 1971 gravados em Hérouville e aos usos e contextos, e do hino ‘A Internacional’, protagonizadas por António Mota Redol, Arturo Reguera, Joana Manuel, Maite Angulo, Susana Martins, Francisco Fanhais, José Manuel Nunes, Sérgio Godinho, Ricardo Andrade, António Moreira, Carlos Moreira, Paulo Guimarães, Samuel Quedas e Hugo Castro”.

Às 21h00, no recinto do complexo José Afonso, música e poesia estarão presentes na “Sessão de Canto Livre Sem Muros nem Ameias, que inclui actuações dos músicos portugueses Carlos Alberto Moniz (73 anos), José Fanha (70 anos), e Samuel Quedas (69 anos), além dos espanhóis Bernardo Fuster (69 anos), Luis Pastor (69 anos), Paco Ibañez (86 anos) e Quico Pi de La Serra (79 anos).

- PUB -

No último dia do encontro, 12, também no Cine Granadeiro, a partir das 11h00, Anthony Seeger (antropólogo americano) fará uma comunicação sobre o tema ‘A função política e social da canção’, seguida de intervenções de Diana Dionísio, Mário Correia e João Carlos Callixto.

Os Portugueses El Sur apresentam-se pelas 16h00, no jardim 1.º de maio, ccomo disco ‘Todas as sombras’.

O Encontro de três dias termina com um espectáculo dedicado ao disco ‘Cantigas do Maio’, com interpretações de Francisco Fanhais, João Afonso e a Sociedade Musical Fraternidade Operária Grandolense. Rui Pato será o convidado especial.

As entradas são gratuitas, mediante reserva antecipada de lugar através do número 269 448 030, e sujeitas à lotação dos espaços.

A iniciativa é promovida no âmbito da actividade do Observatório da Canção de Protesto (organismo resultante da parceria entre o Município de Grândola, entidade promotora, a Associação José Afonso, a Sociedade Musical Fraternidade Operária Grandolense, e os institutos da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical, Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos em Música e Dança, e Instituto de História Contemporânea).

Comentários

- PUB -

Mais populares

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior

Revolta no velório de Jéssica obriga à presença de bombeiros e polícia

Avó paterna e alguns populares revoltam-se com mãe da criança durante a cerimónia fúnebre

PSD exige extinção da Transportes Metropolitanos de Lisboa

Concelhia laranja diz que a empresa é “uma orgia de despesa pública” suportada com os impostos de todos
- PUB -