28 Setembro 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalPalmelaSofia Oliveira Marçal coroada Rainha das Vindimas 2021

Sofia Oliveira Marçal coroada Rainha das Vindimas 2021

A eleição da Rainha, com espectáculo animado e apresentado por Herman José, marcou o arranque da Festa das Vindimas 2021

 

- PUB -

Sofia Oliveira Marçal foi eleita Rainha das Vindimas 2021, numa cerimónia que decorreu ontem, pelas 21h30, no Cineteatro São João. Para além da coroação de Rainha, foram atribuídos os títulos de 1ª e 2ª Dama de Honor a Isa Arcadinho e Daniela Caleira, respectivamente. Ficou ainda guardado o lugar de Miss Simpatia para Ana Rita Ribeiro.

Sofia Oliveira Marçal confessou a O SETUBALENSE, com “muita emoção” e “poucas palavras no momento”, ainda não acreditar que é a actual Rainha das Vindimas, mas já tem o “sentimento de dever e honra” em cumprir o seu papel como representante das festividades.

O público presente foi animado pelo humorista Herman José, com várias cancões do seu conhecido reportório, anedotas, interacção e entretenimento, sendo ainda o apresentador do evento. Terminou com a actuação de Leandro Costa, que cantou a Marcha das Vindimas 2021.

- PUB -

A Rainha foi eleita por um grupo de 5 júris, composto por Margarida Caetano, Rainha da Festa das Vindimas 2017, Eric Santos, CEO da Agência de Talentos Cast49, Ana Luísa Silva, responsável pela Adega Cooperativa de Palmela, Ana Felício, Presidente da Sociedade Filarmónica Humanitária e João Crespo, Presidente da Sociedade Filarmónica Palmelense.

Este momento assinalou o arranque da Festa das Vindimas 2021, que acontecerá nos primeiros dois fins-de-semana de Setembro. Todos os dias de festa, a partir de dia 3, entre as 17h e as 24h, estará aberto o Mercado dos Vinhos “Vindimas 2021”, no Largo de São João, com actividades como provas de vinho comentadas, cursos ou showcookings. O limite estabelecido é de 240 pessoas.

Ao longo dos restantes dias, vários outros momentos marcarão a 58ª edição da Festa das Vindimas, que o presidente da direcção da Associação de Festas de Palmela, André Cabica, já descreveu como sendo “a festa do povo” que “homenageia quem faz a apanha da uva e a produção do vinho”, num formato feito “para as pessoas”, numa tentativa de regresso progressivo, com “honra e compromisso”, à normalidade.

- PUB -

O evento decorreu com o cumprimento de todas as normas impostas pela Direcção-Geral da Saúde, com lotação limitada a 300 pessoas, adaptando-se, assim, este momento e toda a festividade à actual situação pandémica.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Autoeuropa com legionella não pára produção nem avisa trabalhadores

Empresa diz que nenhuma pessoa foi infectada e que está a cumprir a lei

“Reunião” dos bombeiros acaba à chapada e ao pontapé com a PSP a ser chamada ao quartel [corrigida]

Demissões na direcção culminaram com agressões físicas entre bombeiros, entre directores, e entre bombeiros e dirigentes
- PUB -