1 Agosto 2021, Domingo
- PUB -
Início Últimas Câmara inaugura polidesportivo e homenageia figuras e entidades

Câmara inaugura polidesportivo e homenageia figuras e entidades

“Barreiro Reconhecido” foi um dos pontos altos das comemorações do Dia da Cidade

 

- PUB -

As comemorações do 37º aniversário do Dia da Cidade do Barreiro iniciaram-se durante a manhã de segunda-feira, junto ao edifício dos Paços do Concelho, com a habitual cerimónia solene do hastear da bandeira, num ano em que o território celebra também os seus 500 anos da carta de privilégio, através da qual, D. Manuel I concedeu a 16 de Janeiro de 1521 o “estatuto de vila” àquela zona da península de Setúbal.

Neste âmbito e até ao final de Dezembro, a autarquia local está a desenvolver um conjunto de actividades pelo concelho, onde se destaca a mostra alusiva a esta data, que está patente no Espaço Memória, no território da Baía do Tejo. Na mesma data, o presidente do município, Frederico Rosa, e a vereadora da Cultura, Sara Ferreira, acompanhados pelo artista Samina, inauguraram o renovado polidesportivo Francisco do Paço, num espaço desportivo cuja imagem foi alvo de transformação na freguesia de Alto do Seixalinho, em resultado da concretização de um projecto de requalificação, que incluiu uma placa de “homenagem a 37 figuras históricas do desporto” barreirense, nas áreas do futebol, basquetebol, vela, remo e hóquei em patins. Naquele local, Samina executou um mural numa das fachadas de um prédio existente no bairro Alfredo da Silva.

Celebrações arrancaram com hastear da bandeira no edifício dos Paços do Concelho

- PUB -

A importância da cidade no tempo dos Descobrimentos, assim como “a ascensão da indústria, com o aparecimento do comboio, até à aposta na cultura” foram alguns dos temas em destaque no decorrer da primeira iniciativa “Talks Barreiro”, onde ficou espelhado o “viveiro de talentos” que, presentemente, quer assumir “um novo papel” da cidade enquanto alternativa a Lisboa, em especial, na área da “componente sustentável”.

Na altura, o autarca barreirense afirmou que “falar de futuro é falar de esperança”, tendo reconhecido que esta tarefa “não é fácil”, por todos terem vivido “momentos muito duros” que acabaram por afectar a vida da população até do ponto de vista social. “Mantivemos […] um investimento gigante de recuperação” e de “requalificação de espaços […] junto ao rio, como os nossos moinhos”, exemplificou.

“Não vamos deixar que estes investimentos e esta perspectiva de futuro possam cair, porque isto é fundamental e é também o futuro motor para gerar mais receitas, mais visitações e tornar […] o Barreiro mais atractivo enquanto cidade, para que outros possam escolher-nos para poder vir aqui morar”, disse. Algo que o presidente considera ser imprescindível “para a atracção de novos investimentos” e a criação de “mais-valias”, apoiando a cultura, o desporto e o sector da saúde.

- PUB -

Parque da Cidade acolheu lançamento de dois livros alusivos às comemorações dos 500 anos do município

Frederico Rosa defendeu que o Barreiro deve continuar na rota de “aproveitar os talentos que tem nas áreas da cultura e desporto”, e conseguir “se reinventar […], investir e requalificar-se [e isso] será mais apelativo para todos”, sublinhou, deixando uma mensagem de esperança e de resiliência aos barreirenses.

Durante a tarde, também o Parque da Cidade foi palco do lançamento dos livros editados pela edilidade: “Barreiro. 500 anos, e agora?” e “500 anos do Município do Barreiro – Atribuição de Carta de Vila”.

 

Medalhas de antiguidade distinguem trabalhadores das autarquias e TCB

Ao final da tarde, o Auditório Municipal Augusto Cabrita (AMAC) voltou a acolher a cerimónia anual “Barreiro Reconhecido”, onde foram entregues as medalhas de antiguidade, pela “dedicação” e “esforço” dos trabalhadores da autarquia, das Uniões de Freguesia e dos Transportes Colectivos do Barreiro “em prol da cidade”.

Frederico Rosa referiu no AMAC que o Barreiro tem “uma linha de coragem que produz talentos em série”

A anteceder a atribuição dos restantes galardões, a cerimónia contou ainda com uma actuação da jovem cantora barreirense Maria Inês Saraiva. A sessão prosseguiu com a entrega das distinções de homenagem à Ephemera – Associação Cultural, com a entrega do galardão nas áreas da “Cultura, Desporto, Educação e Ciência”.

A título póstumo, à família do médico e fundador da Associação Clínica Frater, João Feijão (falecido em Janeiro de 2019), foi entregue a condecoração na área do “Associativismo, Intervenção Social e Multiculturalidade”.

Para receber a distinção na área do “Trabalho e Desenvolvimento Económico”, esteve o administrador da empresa especialista em soldadura SCH Helvética, Mário Tavares, filho da terra e responsável por aquele espaço empresarial. Também a Escola de Fuzileiros, em Vale de Zebro, na freguesia de Santo André, foi galardoada na área da “Luta pela Liberdade, Democracia e Cidadania”, tendo o galardão sido entregue ao Capitão de Mar e Guerra, o fuzileiro Joel dos Santos Formiga.

- PUB -

Mais populares

Moradores na Quinta da Amizade contestam fogos municipais, mas vereador Carlos Rabaçal promete valorização

Na calha pode estar a construção de 268 fogos. Os residentes temem densidade populacional e perderem conforto   Os moradores na Quinta da Amizade, na freguesia...

“Quero fazer esta época o jogo de despedida para depois assumir o cargo de treinador”

“Não me ofereço aos clubes e não peço favores a ninguém, se tiver que treinar será onde me queiram e onde acreditem em mim”, refere Paulo Catarino

Península de Setúbal com mais 29 mil pessoas e Litoral Alentejano perde pouco em dez anos

Censos de 2021 indicam que Palmela é o concelho da península que registou maior aumento da população residente. Odemira é o que mais cresce...
- PUB -