16 Maio 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioPolíticaComunista Joaquim Santos confirmado à presidência da Câmara do Seixal e Alfredo...

Comunista Joaquim Santos confirmado à presidência da Câmara do Seixal e Alfredo Monteiro à Assembleia

Presidente da Câmara realça trabalho feito e garante cumprir na totalidade até ao fim do mandato

- PUB -

 

A CDU recandidata Joaquim Santos à presidência da Câmara do Seixal e Alfredo Monteiro à Assembleia Municipal. Ambos os nomes eram já dados como certos, e foram confirmados na tarde da passada sexta-feira numa apresentação que contou com a presença de Jerónimo de Sousa, secretário-geral do PCP.

Na mesma apresentação pública, foi reafirmado o slogan de campanha da coligação comunista “trabalho, competência e honestidade”, e lançada a recandidatura de António Santos à presidência da União das Freguesias do Seixal, Arrentela e Aldeia de Paio Pires, e Manuel Araújo à Junta de Freguesia de Amora.

- PUB -

As novidades nestas autárquicas são as candidaturas de Hugo Constantino e António Cardoso às autarquias de Corroios e Fernão Ferro, respectivamente.

 

CDU cumpre com palavra dada

- PUB -

Frente à baía do Seixal, Maria João, do Teatro da Terra, apresentou os candidatos e, logo a seguir, Joaquim Santos descreveu a obra já feita durante o mandato. “Só 14% das medidas consagradas no nosso programa estão por materializar, o que acontecerá até final do mandato”, enalteceu, ficando assim demonstrado que a “CDU cumpre com a palavra dada”.

O actual presidente da Câmara afiançou que canalizou, no mandato, 15 milhões de euros para a educação. “Priorizamos a educação dos jovens, pelo que requalificámos 40 estabelecimentos, retiramos o amianto de todas as instalações escolares, construímos pavilhões”, e vamos insistir com o Governo para que “edifique a escola de Fernão Ferro e os pavilhões desportivos em falta”.

O candidato, para sustentar que a “cultura é uma marca do projecto da CDU”, enumerou o Fórum Cultural, o primeiro a ser construído fora da Área Metropolitana de Lisboa, e o Ecomuseu, ou realizações como o Festival de Jazz. O Seixal é, segundo o autarca, um concelho do desporto, “pioneiro da Seixalíada, que tem por lema desporto para todos”. Refira-se, que no Seixal, foram construídos três pavilhões, a Piscina de Paio Pires, o Centro de Treino de Amora, estando em edificação o Centro Náutico de Amora, entre outros.

Entretanto, a construção do hospital no Seixal, velha reivindicação da população e da autarquia, não sai de ponto morto. “Se o hospital já fosse uma realidade, por certo que a luta contra o covid teria sido outra, para muito melhor”, frisou. O autarca salientou outras medidas a favor da população, como a “redução do IMI pelo sexto ano consecutivo” ou a “manutenção do preço da água”, que, sendo de qualidade superior, é um dos mais baixos do País. Entre várias outras medidas, Joaquim Santos realçou a compra dos edifícios dos Serviços Operacionais e dos Serviços Centrais, o que significa uma economia de milhões em aluguer.

Jerónimo de Sousa debruçou-se mais sobre a política do País, mas elogiou o trabalha da CDU no concelho. “É admirável o empenho dos trabalhadores desta autarquia, que abre novos caminho ao progresso com o objectivo central de servir as populações, a cultura, o desporto e o ambiente”, enfatizou. “São razões para termos ainda mais confiança na CDU”.

Também o secretário-geral lembrou que a construção do hospital esteve inscrita em orçamentos de há anos, pelo que comentou: “É incrível que o Governo ande a enganar a população do Seixal desta maneira”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas

“A Judiciária que investigue, não temos nada a esconder”

Igor Khashin e Yulia Khashina falam pela primeira vez após o inicio da polémica

Matias Damásio a abrir com The Gift pelo meio e Dulce Pontes a fechar as Festas de São Pedro

Calendário das três actuações está definido. Depois de dois anos de interregno, a tradição volta a ser o que era
- PUB -