7 Julho 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalBarreiroBarreiro com três candidaturas aprovadas pelo programa Bairros Saudáveis

Barreiro com três candidaturas aprovadas pelo programa Bairros Saudáveis

Viabilizados planos para Quinta da Mina, Barreiro Velho e Bairro das Palmeiras

 

- PUB -

O Barreiro acolheu na última sexta-feira, no Auditório Municipal Augusto Cabrita, a sessão do anúncio público dos resultados do Programa Bairros Saudáveis, que a nível nacional envolve um investimento de cerca de dez milhões de euros, naquela que é “uma lição em termos de execução” para o futuro Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

Neste âmbito, para aquela comunidade, o município viu serem aprovadas três candidaturas, em zonas distintas do concelho, nas áreas da Quinta da Mina (Cidade Sol), do Barreiro Velho e do Bairro das Palmeiras.

Frederico Rosa, presidente do município, recordou às entidades e parceiros presentes que se vivem “tempos desafiantes”, em que as instituições não cruzaram os braços e decidiram participar no desafio lançado. “Neste dia tão simbólico e importante para um programa que é tão relevante para o nosso País, gostaria de deixar o meu obrigado a todos os técnicos e instituições”, destacou.

- PUB -

Já Helena Roseta, coordenadora nacional do programa, realçou na altura que “as verbas públicas nas mãos de quem mais precisa são uma alavanca para concretizar melhorias”.

Em termos globais, candidataram-se um total de 774 projectos, tendo apenas 752 sido admitidos a concurso. Destes, acabaram por ser seleccionados 246, cada um com um valor máximo de financiamento na ordem dos 50 mil euros.

A responsável acrescentou ainda que existe em Portugal “uma enorme energia social disponível” e que, das várias lições que se podem retirar, é que “são precisas regras claras de participação e de transparência” e que “esta é a chave dos programas públicos” dos tempos actuais, num recado dirigido ao primeiro-ministro António Costa, que marcou presença na cerimónia.

- PUB -

“As regras têm de ser fáceis de entender”, alertou a coordenadora, para que “seja fácil [às instituições] concorrer”, relativamente aos programas abertos pelo Estado. “Este programa deu prioridade às entidades de economia nacional e não houve dinheiro para as entidades públicas, embora possam participar como parceiras”, realçou a arquitecta, para quem, esta “foi uma grande aventura e muitos meses de trabalho”.

Helena Roseta referiu-se também à frase-lema do projecto, “quem não sonha alto não levanta voo”, tendo sido aplaudida por toda a plateia.

O primeiro-ministro começou por dar uma palavra de reconhecimento a “todos os que se mobilizaram”, para perceber “que contributos poderiam dar para melhorar o seu bairro” e obterem deste modo mais qualidade de vida.

António Costa considerou “impressionante” a forma como foi possível estabelecer “esta rede extraordinária” que levou à aprovação de tantos projectos pelo júri, o que é “um enorme sinal de esperança” para todo o País.

Intervenções avançam em três áreas do território

Em declarações a O SETUBALENSE, Sara Ferreira, vereadora que tutela a divisão da Intervenção Social, Igualdade, Saúde e Habitação na Câmara do Barreiro, disse que “estes projectos vão trazer dinâmicas muito interessantes e muito diferenciadoras a estes bairros”.

Na altura, a autarca barreirense aproveitou para endereçar “um agradecimento muito especial a todos e todas que estão envolvidos nestas candidaturas”, sendo que os projectos estarão em condições de avançar “logo que o financiamento estiver assegurado”.

Sara Ferreira adianta que a coordenação nacional vai dar no futuro mais informações sobre os passos que serão necessários dar nos próximos tempos, nomeadamente, “uma data limite para o início dos projectos”.

Os resultados do concurso incluíram, neste município, a aprovação da candidatura “Laboratório de Inovação Comunitária” – Barreiro Velho, promovida pela Sociedade Democrática União Barreirense “Os Franceses”; o projecto “Unir Comunidades” – Cidade Sol/Quinta da Mina, pela RUMO – Cooperativa de Solidariedade Social e a candidatura da Associação Nós – “Renascer o Bairro das Palmeiras”.

Excluída, informou Sara Ferreira, ficou uma quarta candidatura apresentada em conjunto pela associação cívica AMAB e a Tempos Brilhantes para o Bairro 25 de Abril.

Com Lusa

Comentários

- PUB -

Mais populares

Pastelaria Abrantes fecha portas a poucos meses de fazer cem anos [actualizada]

Setubalenses têm recorrido às redes sociais para manifestar tristeza com a notícia, por se tratar de um espaço histórico

PSP deteve em flagrante homem a furtar catalisadores

Dono de uma das viaturas alertou a PSP, que conseguiu interceptar o indivíduo no local

Programa Festas Populares São Pedro Montijo 2022

Consulte o programa na íntegra das Festas Populares de São Pedro, que arrancam na terça-feira (28 de Junho)
- PUB -