22 Janeiro 2022, Sábado
- PUB -
InícioLocalAlmadaBarcos da Transtejo/Soflusa param travessia do Tejo a 20 de Maio

Barcos da Transtejo/Soflusa param travessia do Tejo a 20 de Maio

Na reunião de hoje com a administração da empresa, e conforme o que tinha sido decidido em plenário de trabalhadores da semana passada, o sindicato entregou um pré-aviso tendo em conta que não houve mudança de posição

- PUB -

 

Os trabalhadores da Transtejo/Soflusa apresentaram hoje, 5 de Maio, um pré-aviso de greve de três e duas horas por turno, respectivamente, para o próximo dia 20 de Maio por a empresa manter a sua posição de “aumento de 0%” nas negociações salariais.

Em declarações à Lusa, Paulo Lopes, sindicalista da FECTRANS – Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações, explicou que na reunião de hoje com a administração da empresa, e conforme o que tinha sido decidido em plenário de trabalhadores da semana passada, foi entregue um pré-aviso tendo em conta que não houve mudança de posição.

- PUB -

Em 28 de Abril, os trabalhadores da Transtejo/Soflusa concordaram em fazer “paralisações de três horas” por turno a partir de 20 de Maio, caso não houvesse respostas às reivindicações salariais na reunião com a administração que teve hoje lugar.

De acordo com o sindicalista, a greve irá “na prática, fazer paragens em todos os turnos”, salientando que “praticamente não haverá barcos” nas ligações fluviais entre a Margem Sul e Lisboa.

Paulo Lopes adiantou ainda que no caso da Soflusa, o pré-aviso de greve é de duas horas por turno, tendo em conta os horários praticados.

- PUB -

“Nós sabemos que a empresa até tem vontade de negociar, mas não tem autorização por parte do Governo. Não estamos a tomar a atitude contra a empresa, mas o Governo não lhe deu autorização para apresentarem valores de aumentos salariais”, frisou.

Em declarações anteriores à Lusa, o sindicalista da FECTRANS já tinha explicado que os trabalhadores estão descontentes, já que os aumentos salariais que ocorreram no ano passado foram “baixíssimos, cerca de 0,3%, o que valeu um euro em muitos casos”.

Numa nota enviada à Lusa aquando do último plenário de trabalhadores, a Transtejo/Soflusa reconheceu que apresentou “uma proposta salarial, para 2021, em linha com a actualização definida para a administração pública”.

A Lusa questionou a empresa acerca de transportes alternativos para o dia da greve, mas não obteve ainda resposta.

A Transtejo assegura as ligações fluviais entre o Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão, no distrito de Setúbal, e Lisboa, enquanto a Soflusa é responsável por ligar o Barreiro à capital.

RCP – Lusa

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

Pinhalnovense sem jogadores para jogar fez falta de comparência

A 12.ª jornada do Campeonato de Portugal ficou marcada pela falta de comparência do Pinhalnovense no jogo que deveria disputar em casa com o...

Entrada de luxo dos sadinos foi segredo para vencer U. Santarém e subir ao 2.º lugar

Varela (bisou) e Zequinha fizeram os golos desta quinta-feira no Bonfim

MP acusa médico do Centro Hospitalar de Setúbal de homicídio por negligência em caso de morte de bebé num parto

Os factos ocorreram no dia 06 de Fevereiro de 2018, nos serviços de urgência de obstetrícia e estão relacionados com o parto de um feto morto
- PUB -