11 Maio 2021, Terça-feira
- PUB -
Início Local Moita Iniciadas obras no sector mais ocidental do Parque José Afonso

Iniciadas obras no sector mais ocidental do Parque José Afonso

Intervenção quer recuperar tempo perdido durante a pandemia

Foram iniciadas recentemente, na Baixa da Banheira, as obras de manutenção do sector mais ocidental do Parque José Afonso, situado na frente ribeirinha daquela freguesia. Neste âmbito estão a ser retomadas as intervenções necessárias para a execução dos trabalhos de recuperação que, anualmente, como tem sido hábito, decorrem naquele espaço verde e de lazer do concelho.

- PUB -

No último ano e meio, como consequência directa da pandemia, parte daquela área acabou por não ser intervencionada, estando agora previsto o arranque de “obras de pavimentação, a recuperação de bancos e muretes e de alguns dos parques infantis”, revelou a O SETUBALENSE o presidente da União de Freguesias da Baixa da Banheira e do Vale da Amoreira, Nuno Cavaco.

Nos últimos tempos, o autarca refere ter sido possível substituir alguns dos arcos que fazem parte das estruturas metálicas instaladas no local. “Todos os anos, o parque José Afonso, por altura do Inverno e inícios da Primavera, além da manutenção normal, sofre algum tipo de investimento com a realização de algumas obras e, nos últimos anos, com excepção de 2020 e dos primeiros meses de 2021, ainda foi possível recuperar o miradouro, as piscinas municipais e o coreto, para além de uma série de equipamentos, onde se inclui os campos de futebol”, disse.

“Só nos últimos quatro anos houve um investimento por parte do município na ordem dos três milhões de euros”, garante, tendo sublinhado que, com a chegada da crise sanitária, “não foram executadas intervenções mais evidentes, com muitos dos trabalhos que estavam em preparação a não acontecerem”, isto apesar de reconhecer que alguns dos equipamentos “têm acusado algum desgaste”.

- PUB -

Ainda assim, tem sido possível à câmara e à União de Freguesias, concretizarem algumas intervenções mais pontuais, sobretudo, nos espaços circundantes ao parque.

Nuno Cavaco lembra que o espaço é constituído por várias estruturas metálicas que, muitas vezes, são arranjadas e que “acabam por ser corroídas pelo sol”, sendo que, diariamente, “vão ocorrendo alguns actos de vandalismo”, algo que já preocupou mais o presidente, que acredita que a diminuição destes casos “tem muito a ver com o actual estado de confinamento”.

Espaço verde é dos mais utilizados no distrito

- PUB -

De acordo com a Junta, a pandemia “obrigou a que metade dos trabalhares das autarquias não estivessem ao serviço da população”, com a outra metade a assumir “tarefas que não são as suas” e que foram “essenciais ao combate” à covid-19, tais como “sinalizar situações de emergência social ou tarefas de apoio domiciliário, como entregas de bens alimentares e medicamentos a pessoas confinadas e infectadas pelo vírus”, destacou.

Os efeitos assinalados são, na perspectiva daquele executivo, “visíveis ao nível dos serviços básicos das autarquias, como sejam a limpeza urbana, a manutenção de jardins ou o corte de ervas dos arruamentos”.

Utilizado frequentemente por cerca de 50 mil pessoas, a maior parte delas oriundas do concelho do Barreiro, dada a proximidade com a freguesia do Lavradio, o parque será nos próximos meses alvo de intervenções que têm por objectivo “dar resposta a diversas situações para executar as tarefas que nos competem e que só agora é possível concretizar, ganhando o ritmo necessário”, isto apesar das pequenas intervenções levadas a cabo pela Junta de Freguesia, já que o espaço verde, um dos mais utilizados no distrito de Setúbal, é da responsabilidade da câmara.

Instalação Simplifica de Atletismo arranca até ao Verão

O responsável informou igualmente que “até ao Verão será iniciada a construção do projecto de Instalação Simplificada de Atletismo” previsto para aquela zona.

O futuro centro pretende reunir uma série de valências desportivas, já apresentadas aos representantes do Movimento Associativo, naquele que será um dos poucos equipamentos existentes na região e que permitirá a realização de competições oficiais federadas e escolares.

De acordo com a Câmara da Moita, o futuro espaço vai contemplar as valências de Saltos Horizontais, Saltos em Altura, Corridas de Velocidade e de Barreiras até 110 metros e Lançamento de Peso. No local, existirá ainda um sector de lançamento de Disco e de Martelo, além de uma plataforma/poste para sistema de cronometragem automática.

A este propósito, Rui Garcia, presidente do município, considerou que “este é um passo em frente para a prática do atletismo no concelho”, já que possibilita “a realização de um trabalho mais técnico e a melhor preparação do atleta”.

- PUB -

Mais populares

Barcos da Transtejo/Soflusa param travessia do Tejo a 20 de Maio

Na reunião de hoje com a administração da empresa, e conforme o que tinha sido decidido em plenário de trabalhadores da semana passada, o...

Luís Maurício: “Vamos fazer tudo para criar a polícia municipal”

Cabeça-de-lista do Chega à Câmara de Setúbal diz que concelho é inseguro e quer videovigilância em certas zonas da cidade   Luís Maurício, de 42 anos,...

Porto de Setúbal: Tersado recebe grua de última geração

A nova grua está optimizada para navios da classe Panamax, permitindo subir e descer as cargas a uma velocidade até 120 metros por minuto   A...
- PUB -