13 Abril 2021, Terça-feira
- PUB -
Início Local Moita Intervenção no Largo do Descarregador obriga a corte no abastecimento de água

Intervenção no Largo do Descarregador obriga a corte no abastecimento de água

Trabalhos estão previstos no local para a próxima terça-feira

 

- PUB -

Continuam a avançar em Alhos Vedros, as obras de requalificação paisagística do Largo do Descarregador que, durante a próxima terça-feira, vão obrigar à suspensão do serviço de abastecimento de água, tanto naquele espaço como no Largo da Graça e na zona da Rua da Bem Fadada, revelou recentemente a Câmara da Moita.

A requalificação daquele espaço público, inclui as funções de apoio à actividade náutica ali existente e de lazer, tendo por objectivo principal “a melhoria da circulação das pessoas e a aproximação ao rio” da população, devolvendo deste modo a importância urbana daquela zona a esta área da vila alhosvedrense.

Os trabalhos, iniciados na segunda semana do passado mês de Janeiro, contemplam o ordenamento do espaço de estacionamento, o acesso dos reboques das embarcações até ao guicho e a criação, neste local, de um parque infantil e de novas zonas verdes, numa área total de intervenção de cerca de seis mil metros quadrados, com um valor de investimento que ultrapassa os 403 mil euros.

- PUB -

Mais recentemente, enquadrada na intervenção que faz parte do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, cofinanciada pelo FEDER, no âmbito da candidatura daquele município ao Programa Operacional Regional de Lisboa, foi também iniciada a 1º fase da conservação e restauro do palacete dos Condes de Sampayo, edifício histórico onde será instalado o futuro Museu Municipal do concelho da Moita. No total, a operação implica um investimento da autarquia estimado em 1,2 milhões de euros.

O conjunto do edificado, composto pelo palacete e pelo Moinho de Maré ali situado, com a possibilidade de ampliação das suas valências multifuncionais, a par da obra que está em desenvolvimento no Largo do Descarregador, têm por objectivo “tornar mais atractiva” aquela zona ribeirinha do território.

Renovar água dos lagos do Parque das Salinas

- PUB -

Para Miguel Canudo, vereador responsável pelas Obras Municipais e pelos pelouros de Serviços Urbanos e Ambiente, estas zonas “têm vindo, gradualmente, a ser requalificadas transformando-se as frentes de rio em locais de lazer e convívio, de actividade cultural e desportiva”, a par do saneamento básico, onde garante estar igualmente em curso “a recolha dos afluentes domésticos e encaminhamento para o destino final adequado em ETAR”.

O vereador sublinha que, por este motivo, o “tratamento das águas residuais no concelho aproxima-se actualmente dos 100%”, com o objectivo final de despoluição do rio e do seu usufruto por parte da população. De acordo com o autarca, a câmara pretende ainda avançar com a renovação da água dos lagos do Parque das Salinas, situado junto àquela área, contribuindo igualmente para “o melhoramento de toda a envolvente”.

- PUB -

Mais populares

Mercadona confirma supermercado no Montijo igual ao de Setúbal

Marca vai investir milhões de euros nos dois concelhos. Futuras superfícies comerciais vão ter 1 900 metros quadrados de área de venda   A expansão da...

Jovem setubalense morre em acidente de moto

Fábio Silva, conhecido por Pigóita, despistou-se junto ao cruzamento para Aldeia de Irmãos

Bateria da Raposa vai passar para o município para vigiar praias e reforçar combate a incêndios

O entendimento entre a Câmara de Almada e o Estado está a ser traçado para a bateria de costa na Mata Nacional dos Medos passar para a gestão da autarquia. Esta antiga estrutura militar vai ter novo uso estratégico de defesa
- PUB -