7 Maio 2021, Sexta-feira
- PUB -
Início Local Montijo Bombeiros pedem inactividade e queixam-se a ministro

Bombeiros pedem inactividade e queixam-se a ministro

Pelo menos uma dezena e meia de bombeiros voluntários do Montijo já pediram ao comando a passagem à inactividade de quadro. Se o pedido for autorizado, deixam de prestar qualquer tipo de serviço operacional, incluindo o de socorro.

- PUB -

Na última terça-feira, os bombeiros enviaram uma exposição das situações, que têm vindo a denunciar, ao ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita. Nesse mesmo dia, a direcção e os bombeiros profissionais da corporação reuniram-se de urgência. O encontro permitiu uma aproximação entre as partes, já que a direcção aceitou uma revisão dos horários de trabalho e reforçar o número de elementos afectos ao socorro (com mais cinco bombeiros).

O SETUBALENSE questionou o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal sobre a qualidade do serviço de socorro assegurado pela corporação, que os bombeiros afirmam estar comprometida por aumentos de tempo de resposta. Na resposta, por email, o comandante operacional distrital de Setúbal, João Pinto, foi taxativo: “No âmbito das competências da Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil, o assunto está a ser acompanhado em estreita articulação com o senhor presidente da Câmara Municipal do Montijo, não existindo até à presente data comprometimento do socorro, tendo o corpo de bombeiros respondido às solicitações”, afirmou, sem se referir à qualidade do serviço e sem confirmar nem desmentir se o aumento do tempo de resposta afecta essa mesma reposta operacional.

O conflito está também a ser seguido pela Federação dos Bombeiros do Distrito de Setúbal. João Ludovico, que preside à federação (e em simultâneo à corporação de Cercal do Alentejo), mostra-se disponível para estabelecer pontes de entendimento. “A federação acompanha o que se está a passar e está disponível a poder colaborar numa moderação, caso a associação e o corpo de bombeiros assim o entendam”, disse. E lembrou a terminar: “Este é um assunto interno do corpo de bombeiros e da associação”.

- PUB -

 

 

 

- PUB -

 

- PUB -

Mais populares

Barcos da Transtejo/Soflusa param travessia do Tejo a 20 de Maio

Na reunião de hoje com a administração da empresa, e conforme o que tinha sido decidido em plenário de trabalhadores da semana passada, o...

Sindicato não aceita aumentos de salários propostos pela administração da Autoeuropa

Administração da fábrica da Volkswagen em Palmela quer acordo que prevê aumentos salariais a três anos em função da taxa de inflação, sindicato contesta

Empresa dedicada à comercialização de canábis chega a Setúbal com nova unidade no parque BlueBiz

Espaço servirá para pós-colheita da planta medicinal. Produtora escolheu a cidade sadina “por possuir excelentes acessibilidades e oferecer flexibilidade nas suas instalações”   A empresa Clever...
- PUB -