8 Maio 2021, Sábado
- PUB -
Início Local Barreiro Barreiro disponibiliza novo portal ‘Barreiro Urbanismo On_Line’ e conclui desmaterialização

Barreiro disponibiliza novo portal ‘Barreiro Urbanismo On_Line’ e conclui desmaterialização

Plataforma aposta na simplificação, rapidez e transparência

 

- PUB -

 

O município barreirense já tem disponível a plataforma digital “Barreiro Urbanismo On_Line”, no site oficial da autarquia, numa ferramenta de atendimento virtual destinada à simplificação e agilização de processos urbanísticos, 24 horas por dia e que permite aos utilizadores deste portal que possam, à distância de um ‘click’ e após o seu registo, aceder desta forma a várias informações e submeter documentação relacionada com urbanização e edificação, ocupação de via pública, elevadores e certidões, benefícios fiscais, reabilitação urbana, mobilidade e transportes.

Rui Braga, vereador que tutela o Gabinete de Informática e Novas Tecnologias naquela edilidade, considera que esta é a “finalização de um processo de desmaterialização, importantíssimo para a cidade”, que tem sido efectuado faseadamente. “A que iniciamos hoje é a possibilidade de qualquer empresa submeter um processo urbanístico, de forma cómoda, sem deslocações, graças a um portal online que contém toda a documentação e ajuda necessária”, explica.

- PUB -

O autarca defende ainda que, do ponto de vista camarário, “este passo é crucial, não só na qualidade do serviço prestado aos munícipes, mas também, a nível interno de trabalho por permitir que os processos se tornem mais fáceis e rápidos”, destaca, realçando que “este é o Barreiro do século XXI” e que “estamos a acompanhar aquilo que queremos que seja uma realidade em toda a Câmara Municipal”.

A nova funcionalidade, segundo a autarquia, permitirá “que os pedidos sejam recebidos e tramitados, com maior celeridade por parte de todos os intervenientes”, com rapidez, simplificação, transparência e maior sustentabilidade ambiental, graças à solução informática “ePaper”, que possibilita a efectiva substituição do papel.

O processo de desmaterialização, acrescenta, teve início em Janeiro do ano passado, com “a recepção em formato digital de todos os pedidos enquadrados no Regime Jurídico da Urbanização e Edificação, e respeitantes a actividades económicas diversas”, salienta. Neste âmbito, há mais de um ano que, tanto os munícipes como os requerentes e projectistas, já apresentam processos urbanísticos, apenas com recurso a uma ‘pen’, substituindo assim as habituais resmas de papel, de forma a acelerar e simplificar o que “costumava ser um processo moroso, complexo, pouco amigo do ambiente e do investimento na cidade, que não se coaduna com os actuais desafios e oportunidades que o Barreiro quer agarrar”, enaltece.

- PUB -

De acordo com a câmara, esta plataforma digital “aposta na modernização administrativa”, reduzindo para poucos minutos a entrada de elementos no sistema e garante “todas as tarefas necessárias para a entrada, manuseamento, análise, apreciação e cálculos associados aos projectos com segurança total e máximo rigor. Em simultâneo, refere, permite ainda que “a instrução de um processo possa ocorrer em qualquer parte do globo, sem que o requerente tenha se se deslocar ao Balcão Único” para este efeito.

- PUB -

Mais populares

Barcos da Transtejo/Soflusa param travessia do Tejo a 20 de Maio

Na reunião de hoje com a administração da empresa, e conforme o que tinha sido decidido em plenário de trabalhadores da semana passada, o...

Sindicato não aceita aumentos de salários propostos pela administração da Autoeuropa

Administração da fábrica da Volkswagen em Palmela quer acordo que prevê aumentos salariais a três anos em função da taxa de inflação, sindicato contesta

Empresa dedicada à comercialização de canábis chega a Setúbal com nova unidade no parque BlueBiz

Espaço servirá para pós-colheita da planta medicinal. Produtora escolheu a cidade sadina “por possuir excelentes acessibilidades e oferecer flexibilidade nas suas instalações”   A empresa Clever...
- PUB -