13 Maio 2021, Quinta-feira
- PUB -
Início Local Sesimbra Família vivia em vivenda na Quinta do Conde entre lixo, excrementos e...

Família vivia em vivenda na Quinta do Conde entre lixo, excrementos e animais

Situação não é a única a inquietar a freguesia

 

- PUB -

As autoridades retiraram de casa uma família que vivia em condições sanitárias desumanas numa vivenda na Quinta do Conde. Mãe, filha e neto dividiam o espaço com lixo, excrementos e animais, alguns já mortos. A criança de quatro anos foi institucionalizada, após intervenção da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens local. A mãe e a filha estão internadas no Hospital de São Bernardo, em Setúbal.

Os técnicos da empresa especializada em limpeza de locais de risco para a saúde pública que se dirigiram ao local, após solicitação do proprietário da casa, que vive fora do país há vários anos e desconhecia o que lá acontecia, dizem nunca ter visto algo assim.

A O SETUBALENSE, Vítor Antunes, presidente da Junta de Freguesia da Quinta do Conde, diz não ter tido até hoje conhecimento da situação. “Creio que se situa no Conde 1 mas a Junta de Freguesia nunca foi contactada a propósito deste assunto. Não tínhamos conhecimento”, refere. “As imagens exteriores mostram que a partir do exterior não dá para perceber o que quer que seja, não se imagina que a casa possa ter as condições que depois as imagens mostram. Foi de facto uma surpresa”, continua.

- PUB -

Esta não é no entanto situação isolada na Quinta do Conde. “Não muito longe deste primeiro caso, existe um outro semelhante, que se arrasta há mais de 20 anos e que é uma situação bastante inquietante para a Junta de Freguesia, de uma senhora de cerca de 60 anos que acumula lixo em quantidades inimagináveis. Torna-se praticamente impossível entrar dentro de casa a partir do quintal, que se encontra completamente cheio de lixo”, conta. “A Câmara Municipal de Sesimbra chegou a tirar de lá vários camiões de lixo. Acompanhei a situação de perto, desde o início, e a Junta de Freguesia fez tudo quanto era possível para tentar encontrar soluções, inclusivé envolver os seus filhos, que sentem também alguma impotência para resolver o problema da mãe”, adianta. De acordo com Vítor Antunes, a mulher passeia habitualmente pela Quinta do Conde, “sempre acompanhada por pelo menos quatro cães, à procura de lixo”. Também os vizinhos fizeram ao longo do tempo várias tentativas para ajudar a limpar o local mas sem sucesso, uma vez que até hoje continua a acumular-se lixo.

Sobre ambas as casas, o presidente quintacondense garante tratar-se de “casas novas. No caso da senhora que vive sozinha, a casa terá agora 23 anos, mas na altura foi estreada por si”.

- PUB -

Mais populares

GNR desmantela maior rede de tráfico de amêijoa do Tejo em mega-operação com 200 militares

Operação resultou na detenção de seis homens e duas mulheres e na apreensão de 120 mil euros, 22 veículos e 14 embarcações   Um grupo de...

Luís Maurício: “Vamos fazer tudo para criar a polícia municipal”

Cabeça-de-lista do Chega à Câmara de Setúbal diz que concelho é inseguro e quer videovigilância em certas zonas da cidade   Luís Maurício, de 42 anos,...

Barcos da Transtejo/Soflusa param travessia do Tejo a 20 de Maio

Na reunião de hoje com a administração da empresa, e conforme o que tinha sido decidido em plenário de trabalhadores da semana passada, o...
- PUB -