11 Maio 2021, Terça-feira
- PUB -
Início Últimas Meia centena de mulheres ocupam lugares de destaque em órgãos autárquicos

Meia centena de mulheres ocupam lugares de destaque em órgãos autárquicos

Dores Meira e Inês de Medeiros lideram dois dos principais municípios da região. Fazem prova do valor feminino

O Distrito de Setúbal conta com meia centena de mulheres que presidem a órgãos autárquicos ou que integram vereações de executivos camarários. São duas presidentes de câmara e 30 vereadoras, 13 presidentes de junta e cinco presidentes de assembleia municipal.

- PUB -

Representam apenas uma parte das muitas mulheres autarcas da região que, de forma emancipada, demonstram no dia-a-dia que a competência e capacidade não se mede por género. O contributo emprestado para a gestão da coisa pública diz bem do papel, cada vez mais, tão necessário como fundamental que podem e devem assumir na evolução superior de uma qualquer sociedade. Sublinhá-lo, hoje, no Dia Internacional da Mulher, é reconhecer que ainda existe um longo caminho a percorrer em matéria de direitos civis e, ao mesmo tempo, homenagear todas aquelas que lutaram, lutam, contra um preconceito primitivo e que se destacam no desempenho das actividades nos mais diversos sectores.

O sector autárquico é apenas um dos exemplos que comprovam o crescimento – bendita Lei da Paridade – da justa e meritória afirmação no feminino. E no Distrito de Setúbal mostram-se, na actualidade, logo à partida as presidentes das câmaras municipais de Setúbal e Almada, Maria das Dores Meira e Inês de Medeiros, respectivamente.

Ainda no que toca a executivos camarários, junta-se ainda a participação de 30 nomes eleitos para as vereações nos 13 concelhos.

- PUB -

A saber: em Alcácer do Sal, Clarisse Campos (que acumula com o cargo de vereadora o de deputada à Assembleia da República), Mara Marques e Ana Luísa Soares; em Alcochete, Maria Fátima Soares; em Almada, Francisca Parreira, Teodolinda Silveira, Maria Amélia Pardal e Joana Mortágua (também deputada parlamentar); no Barreiro, Sofia Martins, Sara Ferreira e Sónia Lobo.

Em Grândola, Carina Batista e Maria José Espada; em Palmela, Fernanda Pésinho e Mara Rebelo; na Moita, Vivina Semedo e Filomena da Silva; em Montijo, Clara Silva, Sara Ferreira e Ana Baliza. Em Santiago do Cacém, Margarida Santos; no Seixal, Manuela Calado, Maria João Varela e Elisabete Adrião; em Sesimbra, Felícia Costa; em Setúbal, Carla Guerreiro, Eugénia da Silveira e Silva e Sandra Gomes; e em Sines, Filipa Faria e Paula Ledo.

Assembleias municipais e juntas

- PUB -

As funções de maior destaque no plano autárquico da região, no feminino, encontram ainda reflexo em cinco presidentes de assembleia municipal e em 13 presidências de junta.

Presidem a assembleias municipais Maria Antónia Mendes (Alcácer do Sal), Ana Teresa Vicente (Palmela), Catarina Marcelino (Montijo), Paula Melo Lopes (Santiago do Cacém) e Odete Graça (Sesimbra).

As 13 juntas de freguesia dirigidas por mulheres encontram-se em nove concelhos do distrito – as excepções acontecem em dois municípios da Península de Setúbal (Montijo e Seixal) e em dois do litoral alentejano (Grândola e Sines). Na região, o Barreiro é o concelho com mais presidentes de junta no feminino (três de um total de quatro freguesias são lideradas por mulheres).

Em Alcácer, Deolinda Florêncio preside à Junta de Freguesia da Comporta; em Alcochete, Natacha Patinha lidera a junta da freguesia que é sede do concelho; em Almada, a presidência da Junta da União das Freguesias de Caparica e Trafaria está entregue a Teresa Sousa Coelho; e no Barreiro, Isabel Ferreira é a presidente da Junta de Santo António da Charneca, Gabriela Guerreiro está à frente da Junta da União das Freguesias de Barreiro e Lavradio e Naciolinda Silvestre gere a Junta da União das Freguesias de Palhais e Coina.

Em Palmela, a Junta da União das Freguesias de Poceirão e Marateca é conduzida por Cecília de Sousa; na Moita, Eli Rodrigues preside à Junta de Alhos Vedros; em Santiago do Cacém, Ana Maria Gonçalves tem a presidência da Junta de São Domingos e Vale de Água e Isabel Contente preside à Junta da União das Freguesias de Santiago do Cacém, Santa Cruz e São Bartolomeu da Serra.

Em Sesimbra, Maria Manuel dos Santos e Laura Correia lideram, respectivamente, as juntas das freguesias do Castelo e de Santiago; e em Setúbal, Celestina Neves é a presidente da Junta de Freguesia de Azeitão.

Elas estão em maioria entre os eleitos por Setúbal no hemiciclo

A representação feminina da região passa também pela Assembleia da República, com 10 mulheres entre os actuais 18 deputados eleitos pelo círculo de Setúbal. Significa isto que, entre eleitos pelo distrito setubalense, são as deputadas que estão em maioria.

O grupo de uma dezena de mulheres parlamentares é composto por Ana Catarina Mendes, Clarisse Campos, Cristina Rodrigues, Eurídice Pereira, Fernanda Velez, Joana Mortágua, Maria Antónia de Almeida Santos, Paula Santos, Sandra Cunha e Sofia Araújo.

No início desta legislatura, houve ainda outra mulher eleita pelo Distrito de Setúbal – Catarina Marcelino, que preside à Assembleia Municipal do Montijo, renunciou ao mandato de deputada no hemiciclo em 6 de Setembro do ano passado para assumir as funções de vice-presidente do Instituto da Segurança Social.

- PUB -

Mais populares

Barcos da Transtejo/Soflusa param travessia do Tejo a 20 de Maio

Na reunião de hoje com a administração da empresa, e conforme o que tinha sido decidido em plenário de trabalhadores da semana passada, o...

Luís Maurício: “Vamos fazer tudo para criar a polícia municipal”

Cabeça-de-lista do Chega à Câmara de Setúbal diz que concelho é inseguro e quer videovigilância em certas zonas da cidade   Luís Maurício, de 42 anos,...

Porto de Setúbal: Tersado recebe grua de última geração

A nova grua está optimizada para navios da classe Panamax, permitindo subir e descer as cargas a uma velocidade até 120 metros por minuto   A...
- PUB -