27 Janeiro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalSeixalObras de requalificação da Escola Secundária João de Barros avançam este mês

Obras de requalificação da Escola Secundária João de Barros avançam este mês

O estaleiro para a empreitada está a ser montado e, se desta vez não existirem impasses, a obra estará concluída em 2022

 

- PUB -

A empreitada de requalificação da Escola Secundária João de Barros, em Corroios, já começou e está neste momento na “fase de montagem do estaleiro”. Quanto à obra no edificado, vai avançar “durante este mês de Março”, indica a vereadora da Câmara do Seixal Maria João Macau, sobre esta obra da responsabilidade do Estado. Trata-se de uma intervenção a cargo da Parque Escolar, que indica um investimento de 8.639.999,94 euros.

“A Câmara do Seixal fica satisfeita pelo retomar desta empreitada que sofreu vários impasses durante onze anos”. Agora, se tudo correr dentro do previsto, a renovada João de Barros deverá estar concluída no primeiro semestre de 2022. Assim o espera a vereadora responsável pelo pelouro da Educação que se refere a um processo que “começou em Outubro de 2010 e deveria estar terminado em 2012”, isto segundo a terceira fase do Programa de Modernização das Escolas com Ensino Secundário.

“Se o Ministério da Educação cumprir com as responsabilidades assumidas, estão reunidas as condições para a empresa que está a executar a obra, a faça até ao fim”, diz Maria João Macau; mas “só vendo acreditamos por causa do histórico de obras na escola”, acrescenta.

- PUB -

Para trás ficaram três processos de adjudicação de obra, com interrupção da mesma por alegada incapacidade dos empreiteiros, reivindicações da comunidade educativa e da autarquia a exigir que o Ministério da Educação fizesse avançar a empreitada, e teve a afirmação do ministro da tutela, Tiago Brandão Rodrigues, que em 2016 visitou a escola e prometeu a sua recuperação. Mas, até agora, aquando do regime presencial, os alunos e professores têm convivido com aulas em contentores e o estaleiro de uma obra parada.

Projecto não inclui arranjo dos espaços exteriores

“Esta é uma escola sede de um mega agrupamento de escolas que, por falta de espaço e de condições do edifício, não tem conseguido responder a algumas actividades relacionadas com o mesmo” diz a vereadora que não aceita o facto do Ministério da Educação “não ter priorizado” a requalificação de um estabelecimento de ensino que, só por si, “envolve mais de mil alunos e uma centena de professores”.

- PUB -

Em termos globais, quando concluída a empreitada, a renovada Escola Secundária João de Barros vai ficar dotada com área de campo de jogos coberta (não um pavilhão polidesportivo) e balneários. Vai ter um espaço multiusos com auditório, salas de aulas e de actividades, gabinetes de trabalho para professores, sala de reunião, refeitório e bar, e um grande átrio. “É um projecto da tipologia ao de outras escolas incluídas na terceira fase do programa de modernização”, comenta a vereadora.

O que não está incluído no projecto é o arranjo dos espaços envolventes à escola, terrenos em terra que têm servido em parte para o estacionamento de viaturas de profissionais da escola. Para o arranjo dos mesmos, diz a autarca que a Câmara do Seixal “procura uma solução”.

Entretanto, o grupo parlamentar, na Assembleia da República, do PS eleito Distrito de Setúbal, já veio manifestar a sua “satisfação” pelo arranque da empreitada de requalificação da Escola Secundária João de Barros.

“Uma excelente notícia que permitirá concluir um processo iniciado em 2010 e que tem sofrido sucessivos atrasos devido a insuficiências por parte dos empreiteiros, mas que os governos socialistas têm reiteradamente envidado esforços para solucionar”, refere em comunicado.

 

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

D. José Ornelas deixa de ser Bispo de Setúbal

O SETUBALENSE sabe que o Prelado vai substituir D. António Marto na Diocese de Leiria-Fátima

Autocarro consumido pelas chamas no centro de Setúbal [corrigida]

Viatura dos TST circulava perto do Comando da PSP. Passageiros e motorista saíram ilesos

Moradores do condomínio da Quinta da Trindade queixam-se de ruído vindo de estaleiro naval

A decapagem do casco de navios está a tirar o sossego a quem reside nas proximidades do estaleiro. Empresa diz que está a mitigar incómodo
- PUB -