5 Julho 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalPS pondera entre Ana Catarina Mendes e Paulo Lopes para candidatura a...

PS pondera entre Ana Catarina Mendes e Paulo Lopes para candidatura a Setúbal

Ana Catarina Mendes recolhe fortes apoios, mas Paulo Lopes também é opção. Em cima da mesa existem outros nomes

Ainda sem ter decidido qual o candidato à Câmara de Setúbal nas autárquicas deste ano, a Concelhia local do Partido Socialista tem em cima da mesa mais do que um nome, sendo que a líder da bancada do PS na Assembleia da República, Ana Catarina Mendes, tem vindo a receber forte apoio dentro da estrutura local do partido, e de outros sectores. “É um dos maiores nomes do PS na região” afirma Paulo Lopes, presidente da Comissão Política Concelhia socialista de Setúbal.

Paulo Lopes, vereador do PS na Câmara Municipal de Setúbal
- PUB -

Paulo Lopes, vereador na câmara sadina, que também tem sido apontado como candidato a disputar a presidência da autarquia, lembra que Ana Catarina Mendes encabeçou a lista do PS pelo distrito de Setúbal nas Legislativas de 2019, tendo conseguido eleger nove deputados, mais dois do que o partido conseguiu em 2015. Um facto que reforça o “apoio expressivo do partido, das suas bases, e não só”, comenta.

Ana Catarina Mendes

Ainda apontado como possível candidato é Fernando José, vereador na Câmara de Setúbal e deputado da República, mas também sobre esta hipótese Paulo Lopes nada avança. “O PS vai apresentar uma candidatura forte e transversal à sociedade setubalense, que extravasa o partido, para ganhar a Câmara de Setúbal”, garante o presidente da concelhia. A isto apenas acrescenta que “primeiro o candidato será apresentado às estruturas do partido, dentro do tempo que é o do PS”, mas, “será brevemente”, diz.

O que o líder concelhio adianta é que a governação da Câmara de Setúbal pela CDU “chegou ao fim de um ciclo”, e “existem sinais claros disso na população”. Ao mesmo tempo, o PS “está decidido a protagonizar a mudança na capital do distrito e tem soluções fortes”.

- PUB -

Com a comunista Maria das Dores Meira impedida de se recandidatar à Câmara de Setúbal, por imposição da lei da limitação de mandatos, o PS mostra sentir que tem caminho facilitado para chegar à presidência da cidade do Sado.

Mas mesmo com a CDU a perder o efeito da líder, o PS vai ter de dar a volta ao mau resultado que obteve nas Legislativas 2017. Na altura, a coligação comunista obteve 49,95% dos votos expressos e elegeu sete mandatos, mais um do que em 2013, enquanto os socialistas foram a segunda força política, com 21,78% e obtiveram três mandatos, menos um que no sufrágio anterior.

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

Programa Festas Populares São Pedro Montijo 2022

Consulte o programa na íntegra das Festas Populares de São Pedro, que arrancam na terça-feira (28 de Junho)

PSP deteve em flagrante homem a furtar catalisadores

Dono de uma das viaturas alertou a PSP, que conseguiu interceptar o indivíduo no local

Morte da menina de três anos vítima de maus-tratos provocada por mais de 50 pancadas

Autópsia a Jéssica Biscaia revela deslocamento do crânio e lesões internas fatais. Mãe pode vir a ser constituída arguida
- PUB -