13 Maio 2021, Quinta-feira
- PUB -
Início Local Barreiro Oposição aprova recomendação para apoio a famílias e economia

Oposição aprova recomendação para apoio a famílias e economia

Edil justifica votação desfavorável com dados oficiais da DGAL no combate à covid

 

- PUB -

O Plano de Apoio à Economia e às Famílias, apresentado na última reunião da Câmara do Barreiro pelo vereador social-democrata Bruno Vitorino, foi aprovado pelo próprio e pelos eleitos da CDU, com os votos contra dos vereadores socialistas. Em declaração de voto, o presidente Frederico Rosa (PS) justificou a votação desfavorável, recorrendo a dados da Direcção-Geral das Autarquias Locais (DGAL), que até ao final do mês de Setembro e início de Outubro, apontaram o município barreirense como “o 19º no país com maior investimento na luta contra a covid, o oitavo na Área Metropolitana de Lisboa e o segundo no distrito de Setúbal”.

Para o presidente da autarquia, “tudo isto demonstra, factualmente, que todo o enquadramento que está nesta proposta é completamente errado e não bate com a realidade”, disse, referindo que o posicionamento e esforço no combate à crise pandémica está “muito acima daquilo que o Barreiro tem, nomeadamente, ao nível de orçamento e financeiro, sendo um projecto modelo no país”.

O autarca barreirense acrescenta que esta é uma proposta que “promete tudo a todos, baixa tudo a todos e isenta tudo a todos”, realçando tratar-se de uma medida que “não é realista”, mas sim “panfletária”.

- PUB -

“Sei que todos os eleitos do PS têm consciência de que não é fácil dizer muitas vezes que não é possível, mas se o combate e o investimento têm demonstrado com quadros públicos publicados pela DGAL, o esforço colectivo que o Barreiro tem feito, também não é possível e nunca optarei, enquanto presidente da autarquia e enquanto responsável pela área financeira do município, entrar num caminho que não quantifica, que promete tudo a todos, que baixa tudo a todos, que isenta tudo a todos”, destacou o presidente, afirmando que este é “um caminho perigoso” e que recusa trilhar.

O edil recordou ainda que o orçamento camarário do presente ano, que contempla apoios à cultura, educação, associativismo e bombeiros, inclui linhas de apoio à tesouraria, com 400 mil euros previstos para o tarifário social automático da água e a mesma verba para apoiar todas as famílias barreirenses, em todos os escalões tarifários, entre outras medidas destinadas a comunidade.

Bruno Vitorino lamenta votação desfavorável

- PUB -

Já o vereador que propôs a aprovação da recomendação, Bruno Vitorino, lamenta que os eleitos socialistas “tenham votado contra”, numa atitude que classifica de “prepotente e arrogante do PS no Barreiro”.

O autarca do PSD afirma que apresentou “um documento com medidas sérias e concretas para ajudar as famílias, empresas e instituições do concelho”, e afirma não compreender “tanta insensibilidade social”, frisou, adiantando que o objectivo “era o de promover a discussão e reflexão da necessidade de apoiar quem está em dificuldades”, devido à pandemia.

O vereador garante que “não vai baixar os braços” e lamenta que os eleitos do PS “se tenham negado a fazer esta discussão”, numa atitude que “não deixa bons sinais para o futuro”, garantindo que continuará a apresentar medidas para apoiar famílias, empresas e IPSS’s do concelho.

- PUB -

Mais populares

GNR desmantela maior rede de tráfico de amêijoa do Tejo em mega-operação com 200 militares

Operação resultou na detenção de seis homens e duas mulheres e na apreensão de 120 mil euros, 22 veículos e 14 embarcações   Um grupo de...

Luís Maurício: “Vamos fazer tudo para criar a polícia municipal”

Cabeça-de-lista do Chega à Câmara de Setúbal diz que concelho é inseguro e quer videovigilância em certas zonas da cidade   Luís Maurício, de 42 anos,...

Barcos da Transtejo/Soflusa param travessia do Tejo a 20 de Maio

Na reunião de hoje com a administração da empresa, e conforme o que tinha sido decidido em plenário de trabalhadores da semana passada, o...
- PUB -