10 Maio 2021, Segunda-feira
- PUB -
Início Local Setúbal Vacinação nos bombeiros: “Foi rápido, bem organizado e ninguém se sentiu mal”

Vacinação nos bombeiros: “Foi rápido, bem organizado e ninguém se sentiu mal”

Paulo Lamego explica que entre sexta-feira e esta semana vão ser inoculados contra a covid-19 “cerca de 50% do efectivo de cada corporação”

 

- PUB -

O quartel da Companhia de Bombeiros Sapadores de Setúbal (CBSS), situada na Estrada de Algeruz, foi o local escolhido para 60 profissionais das corporações da cidade sadina receberem a primeira toma da vacina contra a covid-19 na passada sexta-feira. Isto porque, segundo explicou Paulo Lamego, comandante da CBSS, a O SETUBALENSE, apenas vão ser inoculados “cerca de 50% do efectivo de cada corporação”, uma vez que, além de “alguns bombeiros terem sido vacinados noutra ocasião”, “não puderam ser escolhidos elementos que tenham recuperado da doença”.

No entanto, “por uma questão de agenda, nem todos os elementos elegíveis foram vacinados neste dia”. Assim, esta primeira fase ficará concluída no decorrer desta semana, “em local e horário ainda a definir pelo Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Arrábida”. “A decisão não é minha mas obviamente que estamos dispostos a que seja aqui. Esta semana o número a vacinar já será muito pouco. Na minha corporação, por exemplo, não chegam a dez pessoas. Nos bombeiros voluntários também deverão faltar entre dez e 15 elementos”, esclareceu Paulo Lamego.

- PUB -

O relógio marcava “10h02 em ponto” quando os bombeiros sapadores “Ricardo Rodrigues e Marco Vicente” deram início ao processo, de acordo com comunicado divulgado pela Câmara Municipal de Setúbal. Os primeiros profissionais “a receber a primeira dose da vacina contra a covid-19” demonstraram “não estar nada” nervosos.

“Recebi um telefonema ontem a dizer que era para estar aqui hoje para tomar a vacina. E aqui estou eu”, esclareceu, animado, Marco Vicente, “que integra a companhia há mais de duas décadas, antes de estender o braço para levar a injecção”. Depois dos dois elementos, “seguiram-se mais 33 bombeiros sapadores e 25 voluntários”, com as vacinas a ser administradas “por uma equipa constituída por uma médica e quatro enfermeiras do ACES Arrábida”. Agora, os bombeiros já vacinados terão de aguardar “cerca de dozes semanas” para receber a segunda toma.

De uma forma geral, “o balanço é bastante positivo”, uma vez que a corporação vai passar a contar, quando a primeira fase estiver concluída esta semana, “com um universo de mais de 80% de profissionais com defesas mais fortes para combater o vírus”, afirmou o comandante da CBSS. “É um número que nos deixa muito descansados. Da nossa parte não temos nada a apontar. Correu tudo como previsto. Foi rápido, bem organizado e ninguém se sentiu mal”, revelou.

- PUB -

A concluir, Paulo Lamego frisou: “Esta é só a primeira fase de duas, em que na segunda serão vacinados os restantes 50% que, de acordo com a prioridade, serão os profissionais que estiveram já infectados, todos aqueles que transportam doentes, que estejam em presença hospitalar e os elementos profissionais que fazem parte das equipas de primeira intervenção, que, no nosso caso, acabam por ser todos”.

O SETUBALENSE tentou obter igualmente declarações junto do comando dos Bombeiros Voluntários de Setúbal, mas foi referido que o mesmo não pretende responder a quaisquer questões sobre o assunto.

Vacinados 332 bombeiros de sete concelhos

Entre a manhã de sexta-feira e a tarde de sábado foram administradas 332 vacinas contra a covid-19 em bombeiros das corporações de sete concelhos do distrito de Setúbal, segundo explicou a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo a O SETUBALENSE no decorrer da passada semana.

Desta forma, além dos profissionais da cidade sadina, foram inoculados elementos de Sesimbra, Palmela, Alcochete, Montijo, Almada e Seixal. Nos concelhos sesimbrense e palmelense foram vacinados 70 bombeiros voluntários na Unidade de Saúde Familiar Pinhal Saúde, situada em Pinhal Novo.

Por sua vez, em Almada foram abrangidos 68 elementos, enquanto que a injecção foi administrada em 43 profissionais no Seixal. Já em Alcochete o processo levou à Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados 33 elementos da corporação de bombeiros voluntários local. No concelho vizinho, a dose chegou a 58 bombeiros das corporações do Montijo e de Canha.

 

População idosa ou com patologias começou também a ser vacinada no distrito

O processo de vacinação arrancou igualmente na sexta-feira entre a população com 80 ou mais anos de diversos concelhos do distrito de Setúbal, assim como nos cidadãos com idade igual ou superior a 50 com patologias identificadas.

Na Unidade de Saúde Familiar (USF) Sado, em Setúbal, “cerca de 100 utentes” dos concelhos sadino, de Palmela e Sesimbra foram abrangidos nesta primeira fase, de acordo com informação avançada a O SETUBALENSE por Luís Pombo, director executivo do ACES Arrábida.

O mesmo número de vacinas foi administrada na população de Almada, no centro de vacinação instalado pela autarquia no Complexo Municipal dos Desportos «Cidade de Almada», no Feijó. No Seixal, por sua vez, o processo decorreu no Pavilhão Multiusos da Quinta da Marialva, em Corroios, com 50 doses dadas.

Nos concelhos que pertencem ao ACES Arco Ribeirinho a vacinação começou também há três dias pelo Barreiro, no pavilhão da Escola Secundária Augusto Cabrita, no Alto Seixalinho.

- PUB -

Mais populares

Barcos da Transtejo/Soflusa param travessia do Tejo a 20 de Maio

Na reunião de hoje com a administração da empresa, e conforme o que tinha sido decidido em plenário de trabalhadores da semana passada, o...

Sindicato não aceita aumentos de salários propostos pela administração da Autoeuropa

Administração da fábrica da Volkswagen em Palmela quer acordo que prevê aumentos salariais a três anos em função da taxa de inflação, sindicato contesta

Empresa dedicada à comercialização de canábis chega a Setúbal com nova unidade no parque BlueBiz

Espaço servirá para pós-colheita da planta medicinal. Produtora escolheu a cidade sadina “por possuir excelentes acessibilidades e oferecer flexibilidade nas suas instalações”   A empresa Clever...
- PUB -