14 Maio 2021, Sexta-feira
- PUB -
Início Local Palmela Covid-19 | Álvaro Amaro lamenta mais sete mortes e diz-se preocupado com...

Covid-19 | Álvaro Amaro lamenta mais sete mortes e diz-se preocupado com as escolas

Presidente da autarquia defende que os estabelecimentos de ensino devem parar. Vereador do PS, que é docente, está de quarentena

 

- PUB -

Os casos positivos de Covid-19 no concelho de Palmela atingiram números impensáveis para o presidente da Câmara Municipal, Álvaro Balseiro Amaro, que admite estar agora sobretudo preocupado com os contágios registados em ambiente escolar. Ontem a doença provocou mais sete óbitos no concelho.

“Todos os dias estamos a chegar a números que nunca pensei que lá chegássemos. Hoje [ontem] há mais sete mortes a lamentar. Houve mais 147 recuperados, mas [o número de infectados] continua a crescer”, disse o autarca a O SETUBALENSE, em jeito de balanço à evolução da propagação do novo coronavírus. Palmela apresentava ontem 683 casos activos. Desde o início da pandemia, já recuperaram 1 447 pessoas de um total de 2 202 infectadas pela doença, que já fez 72 vítimas mortais no concelho – idosos, na esmagadora maioria dos casos.

Os surtos em lares têm merecido, desde a primeira hora, atenção particular do edil. Mas a preocupação agora estende-se aos estabelecimentos de  ensino. “Para os lares está mais do que identificado o que tem de se fazer. Estou mais preocupado neste momento com as escolas”, admitiu Álvaro Amaro, que reforçou de seguida: “Numa altura em que nos dizem que o pior ainda está para vir, o problema das escolas nesta fase é preocupante.” Até porque, confessou, em todos os agrupamentos de escolas do concelho “há casos a obrigar gente a ficar em casa [de quarentena]”. O presidente da autarquia defende mesmo que, num momento em que o Governo se prepara para anunciar novas medidas de confinamento, as escolas não devem de ficar de fora das acções restritivas a adoptar. “Embora não seja adepto de medidas muito duras, mas, se calhar, era preferível fechar as escolas durante 15 dias ou três semanas do que voltarmos a fechar tudo dentro de um mês ou dois”, atirou.

- PUB -

Ontem em mais um dos vários estabelecimentos de ensino do concelho foram enviados para casa alunos e professores, seguindo orientações das autoridades de saúde, após um estudante ter testado positivo.

Contacto em escola atira autarca para isolamento profiláctico

Raúl Cristóvão, vereador do Partido Socialista na Câmara Municipal de Palmela e professor numa das escolas do concelho, anunciou ontem na página que administra no Facebook que está a cumprir isolamento profiláctico.

- PUB -

“Estou confinado por ordem do delegado de saúde, por ter estado em contacto com um infectado no âmbito das funções de docente”, revelou o autarca e professor naquela rede social. “Pode ser, ou não, efeito das festividades, momentos em que a todos nós nos foi solicitada mais responsabilidade individual e colectiva”, escreveu.

Na publicação, Raúl Cristóvão salienta que sempre  considerou e defendeu que “existem grupos de alunos que precisam muito do ensino presencial”. “E por isso deveríamos ter feito um esforço para que as escolas pudessem funcionar em modelos alternativos adequados às situações próprias”, juntou. A terminar, o socialista deixou ainda um alerta: “Julgo que pela importância da defesa da saúde dos alunos, famílias, assistentes operacionais, funcionários administrativos, técnicos e docentes, se deveria proceder no momento próximo à vacinação destes profissionais.”

- PUB -

Mais populares

GNR desmantela maior rede de tráfico de amêijoa do Tejo em mega-operação com 200 militares

Operação resultou na detenção de seis homens e duas mulheres e na apreensão de 120 mil euros, 22 veículos e 14 embarcações   Um grupo de...

Luís Maurício: “Vamos fazer tudo para criar a polícia municipal”

Cabeça-de-lista do Chega à Câmara de Setúbal diz que concelho é inseguro e quer videovigilância em certas zonas da cidade   Luís Maurício, de 42 anos,...

Detidos em operação internacional de captura de amêijoa no Tejo são portugueses

Detidos serão presentes amanhã e quinta-feira ao tribunal do Montijo para 1.º interrogatório e aplicação das respectivas medidas de coacção   Os cinco detidos numa mega-operação...
- PUB -