23 Abril 2024, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalPalmelaSecretária-geral do Ministério do Ambiente agradada com as obras na Ribeira da...

Secretária-geral do Ministério do Ambiente agradada com as obras na Ribeira da Salgueirinha

A responsável pelo Fundo Ambiental observou o decurso dos trabalhos na companhia de Álvaro Amaro

As obras de regularização da Ribeira da Salgueirinha, em Pinhal Novo, que estão em curso, deixaram a secretária-geral do Ministério do Ambiente e Acção Climática, Alexandra Ferreira de Carvalho, “muito agradada”, revelou a Câmara Municipal de Palmela.

- PUB -

A impressão foi transmitida pela responsável – que também é directora do Fundo Ambiental – à autarquia durante a visita efectuada na última quarta-feira ao terreno onde decorrem os trabalhos.

Segundo o município, Alexandra Carvalho confirmou in loco “a dimensão e a complexidade” da empreitada e realçou “a importante relação estabelecida com a Câmara Municipal” que permitiu a intervenção.

Álvaro Balseiro Amaro, presidente da autarquia palmelense, mostrou à secretária-geral “os troços intervencionados até ao momento em diversos pontos da vila, que já permitiram minimizar os efeitos da recente intempérie”. Ao mesmo tempo, o autarca “deu também a conhecer” as próximas etapas da obra, “reivindicada há mais de três décadas pela população e com conclusão prevista para o final do primeiro semestre de 2021”.

- PUB -

A regularização da Ribeira da Salgueirinha “abrange uma extensão de cinco quilómetros, entre o Vale do Alecrim e a Barragem da Brejoeira, e representa um investimento superior a 2,5 milhões de euros”, lembra o município. De resto, frisa a edilidade, este é “um dos 10 maiores projectos nacionais que o Fundo Ambiental está a apoiar, no momento, em matéria de recursos hídricos”. O Fundo Ambiental é responsável por 85% do financiamento da empreitada. A autarquia suporta o restante valor, depois de ter ficado também com “a responsabilidade do desenvolvimento do processo”.

Além da regularização do leito, limpeza e desobstrução do local, “a obra inclui 11 atravessamentos hidráulicos e é determinante para a qualidade de vida das populações, do ponto de vista da segurança e da qualidade ambiental, pelo seu papel como medida mitigadora dos efeitos das alterações climáticas na região”, explica ainda a autarquia.
Enquadrar a ribeira “com um parque verde urbano, para melhor fruição da linha de água”, é o objectivo que o município tem definido para executar após a conclusão dos trabalhos de regularização.

- PUB -

Mais populares

Árvore da Liberdade nasce no Largo José Afonso para evocar 50 anos de Abril

Peça de Ricardo Crista tem tronco de aço corten, seis metros de altura e cerca de uma tonelada e meia de peso

Cravo humano ‘nasce’ no areal da Praia de Albarquel

Cerca de quatro centenas de trabalhadores da autarquia juntaram-se após uma caminhada de três quilómetros

Cadáver em “avançado estado de decomposição” encontrado na zona da Comporta

Capitão do Porto de Setúbal invocou o segredo de justiça para não avançar pormenores sobre a ocorrência
- PUB -