29 Novembro 2021, Segunda-feira
- PUB -
InícioDesportoPaulo Rodrigues: “Vou ser o melhor presidente do Vitória”

Paulo Rodrigues: “Vou ser o melhor presidente do Vitória”

“Este é o maior desafio da minha vida e isso deve-se muito à dimensão do Vitória, que para mim é o quarto maior clube de Portugal”, diz.

 

- PUB -

O SETUBALENSE testemunhou os instantes que se seguiram ao anúncio da eleição de Paulo Rodrigues como presidente do Vitória Futebol Clube para o mandato 2020-2023, com um total de 587 votos. Radiante pelo triunfo obtido, o novo líder dos sadinos, de 43 anos, começou por deixar uma palavra aos adeptos. “Neste momento sinto-me o homem mais feliz do mundo. O Vitória voltou aos sócios”, começou por dizer aos jornalistas logo após a tomada de posse dos novos órgãos sociais.

O ex-empresário de futebol não tem dúvidas de que os votos que a lista B recolheu, permitindo-lhe ganhar a Vítor Hugo Valente (lista A), com 368 votos, e Nuno Soares (lista C), com 538, que foi o segundo mais votado, representa um voto de confiança depois de uma luta árdua. “Trabalhei durante um mês para conseguir provar aos sócios que era a melhor escolha para o Vitória. Eles acreditaram que isso era possível, lutámos até ao fim e quem ganhou foi o Vitória e os sócios do clube”.

Paulo Rodrigues está consciente de que tem pela frente a tarefa mais difícil que teve até hoje. “Por tudo, este é, sem dúvida, o maior desafio da minha vida e isso deve-se também muito à dimensão do Vitória, que para mim é o quarto maior clube de Portugal. Vamos fazer tudo para que isso se já real. Vamos trabalhar muito porque sabemos que os sócios merecem um Vitória enorme”, disse, vincando que “um clube que seja dos sócios tem outra grandeza”.

- PUB -

Na hora de apontar às prioridades, o presidente do Vitória foi peremptório, apontando à regularização dos salários. “A primeira coisa a fazer vai ser cumprir com os funcionários conforme prometemos. São eles que têm de fazer o nosso trabalho. Deixo-lhes uma palavra de agradecimento por terem esperado por nós. Eles sabiam que assim que chegássemos o primeiro objectivo seria resolver o problema deles”.

Questionado sobre a promessa que fez na campanha de que iria deitar mãos à obra para dotar o Complexo Desportivo da Várzea de condições adequadas para treinar, Paulo Rodrigues reafirmou estar determinado a fazê-lo. “Realizar um centro de treinos profissional para os jogadores de futebol é um sonho que tenho. Vamos falar com a Câmara Municipal em breve para sabermos o que podemos fazer lá. Consoante as autorizações que nos derem, temos já tudo preparado para começar as obras terça, quarta ou quinta-feira. Queremos fazer o mais rápido possível o centro de treinos da Várzea”.

No domingo, dia em que um total de 1.580 sócios votaram, a equipa principal estreou-se com um triunfo (0-1) diante do Moncarapachense, em partida da 3.ª jornada da série H do Campeonato de Portugal. O dirigente frisou a importância da conquista da vitória. “Quero dar o meu grande abraço aos jogadores e à equipa técnica. Estive com eles toda a semana a dar-lhes força e pedi-lhes que ganhassem pelos sócios e pelo Vitória. Os três pontos eram muito importantes para motivarem os vitorianos”.

- PUB -

“Vou ser o melhor presidente do Vitória”

Visivelmente emocionado, Paulo Rodrigues, depois de ser empossado no pavilhão Antoine Velge, dirigiu-se já na madrugada de segunda-feira ao exterior do recinto, junto ao ‘Maracanãzinho’, para agradecer aos cerca de 100 vitorianos que aí o aguardavam. Entre eles estava Nuno Soares, candidato da lista C que travou nas urnas uma luta renhida com o vencedor, a quem o agora presidente dirigiu as primeiras palavras. O SETUBALENSE transcreve a mensagem que foi deixada aos sócios:

“O Vitória é dos sócios, meus amigos. O Vitória é nosso! Parabéns, Nuno (Soares). Derrotámos aquele que tinha de ser derrotado [alusão a Vítor Hugo Valente, candidato da lista A]. Tu não foste derrotado, tu também ganhaste, ganhou o Vitória. Foi um mês de trabalho. Dormi três horas por dia para ter esta vitória. Sabia que o Nuno Soares também merecia.

Lutei anos pelo Vitória e fui enganado como todos vocês também foram por aqueles vigaristas que estavam aqui dentro. Eles roubaram o Vitória e destruíram-nos, destruíram o estádio, destruíram a Várzea. O estádio está uma vergonha. Não temos dinheiro, não temos nada, mas os funcionários do Vitória amanhã são pagos. Quando estivemos na I Liga fui eu sempre que trouxe os investidores para o Vitória para que não acabasse.

Deixo uma palavra para a claque que esteve sempre contra mim, mas eu nunca vou estar contra eles. A nossa claque é muito importante porque andam à chuva e ao frio para apoiar o clube. Fui enxovalhado pela claque por causa deles [alusão às direcções anteriores], chamaram-me tudo mas nunca desisti do Vitória. Posso ir para claque, para a bancada ou para o camarote, mas eu vou ser o melhor presidente do Vitória.

Vou fazer tudo para a SAD nunca acabe. Quando digo que tenho investidores é porque tenho, eles acreditam muito em mim e no Vitória porque somos muito grandes. Houve umas pessoas que foram muito pequeninas e destruíram isto tudo, mas nós vamos conseguir, todos juntos, recuperar o clube.

Presidente que tem vergonha de falar aos sócios não pode estar no Vitória, presidentes que não mostram o que fazem quando vendem jogadores não podem estar no Vitória, presidentes que roubam tudo e todos não podem estar no Vitória. Sempre lutei contra eles e critiquei-os nas assembleias. Venho para aqui trabalhar todos os dias às 07:00 horas para fazer o Vitória enorme”.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Dirigir o Vitória Futebol Clube no feminino: as mulheres nos actuais órgãos sociais do clube sadino

Sara Ribeiro, Ana Cruz, Dulce Soeiro e Helena Parreira partilham as suas vivências no clube, cujo regresso à I Liga tanto anseiam   Quando questionadas sobre...

António Costa anuncia que Portugal vai pedir à União Europeia que Península de Setúbal passe a ser uma NUT II

O primeiro-ministro diz que a Península de Setúbal está a ser fortemente penalizada por estar integrada na estrutura nominal da AML  

Volkswagen anuncia novo investimento de 500 milhões na Autoeuropa nos próximos cinco anos

Valor vai ser aplicado "em produto, equipamento e infra-estruturas", explicou Alexander Seitz
- PUB -