28 Julho 2021, Quarta-feira
- PUB -
Início Local Covid-19: número de infectados sobe para 1 454 no distrito de Setúbal

Covid-19: número de infectados sobe para 1 454 no distrito de Setúbal

Casos confirmados sobem em 6 dos 13 concelhos do distrito, com Almada e Seixal a registarem as maiores subidas

 

- PUB -

 

O distrito de Setúbal regista hoje 1 454 casos confirmados de Covid-19, mais 35 do que ontem. As informações, divulgadas diariamente pela Direcção-Geral da Saúde no relatório de situação, indicam que em Almada, o concelho com mais pessoas infectadas, o número de casos é actualmente de 375 (+10), seguido do Seixal, com 343 (+16), do Barreiro, com 217 casos (+3) e da Moita, com 149 (+2).

O concelho do Montijo continua com 118 portadores da nova pandemia, enquanto que Setúbal apresenta 101 infectados (+3). Por último encontra-se Sesimbra, que apresenta hoje 35 casos (+1), enquanto Palmela mantém os 35 casos, Alcochete 23 e Santiago do Cacém 17 doentes por Covid-19. Os concelhos com menos pessoas infectadas são Grândola, com 11 casos, e Alcácer do Sal, com 7 infectados. O concelho de Sines voltou a não estar descrito nos dados da DGS.

- PUB -

Na região de Lisboa e Vale do Tejo estão confirmados 10 643 casos, mais 323 do que ontem. Nesta região acabaram por falecer mais 6 pessoas, refazendo um total de 346 óbitos. A nível nacional, estão infectadas 31 946 pessoas (+350). O número de pessoas recuperadas subiu hoje, registando-se 18 911 casos de sucesso (+274). Por sua vez, o número de óbitos aumentou para 1 383 (+14).

 

- PUB -

Mais populares

Terminal Interface de Setúbal a poucos dias de estar concluído

A construção do novo Terminal Interface de Setúbal, na Praça do Brasil, está a poucos dias de estar concluída, com a obra a entrar...

Câmara de Alcochete diz-se disponível para acolher estrutura europeia dedicada ao empreendedorismo

Município endereçou ao Governo “um conjunto de vantagens que considera serem competitivas” para a sua instalação no concelho   Depois de decidido que Portugal passará a...

“Quero fazer esta época o jogo de despedida para depois assumir o cargo de treinador”

“Não me ofereço aos clubes e não peço favores a ninguém, se tiver que treinar será onde me queiram e onde acreditem em mim”, refere Paulo Catarino
- PUB -