21 Maio 2022, Sábado
- PUB -
InícioÚltimasCentenas entre lágrimas e aplausos na última homenagem ao músico Jorge Nunes...

Centenas entre lágrimas e aplausos na última homenagem ao músico Jorge Nunes [com vídeo]

Entre um mar de lágrimas e um coro de aplausos, várias centenas de músicos de filarmónicas, oriundos um pouco de todo o País, com destaque para os elementos das bandas da Humanitária de Palmela e da Imparcial 15 de Janeiro de Alcochete, prestaram ao início da tarde de hoje no Largo de S. João em Palmela uma homenagem de despedida ao músico Jorge Nunes, que faleceu no passado domingo aos 48 anos.

- PUB -

O carro funerário com o corpo do flautista, que integrava as duas filarmónicas, de Palmela e Alcochete, chegou por volta das 13h30 ao Largo de S. João. A Humanitária já tinha preparada a simbólica homenagem e o momento foi arrepiante, juntando músicos e maestros das duas bandas, representantes de várias entidades, entre os quais o presidente da Câmara Municipal de Palmela, Álvaro Balseiro Amaro, dirigentes de colectividades e amigos.

Prevista estava a interpretação de um dos temas preferidos de Jorge Nunes, o 2.º andamento da obra Pássaros do Brazil, Pomba Triste. Perante o carro funerário, que haveria de conduzir seguidamente o corpo do músico para o crematório de Setúbal, e após o apontamento de evocação e última despedida ao músico, uma onda de aplausos prolongou-se por instantes duradouros, misturando-se com as lágrimas incontidas de muitos. E foram tantos, os que quiseram prestar a derradeira homenagem ao músico.

- PUB -

Jorge Nunes foi vítima de doença súbita na último domingo.

Vídeo e Foto de Mário Romão

Comentários

- PUB -

Mais populares

Piscina na urbanização dos Fidalguinhos está quase a sair do papel

Obra de 3,5 milhões de euros já tem projecto e concurso pode avançar ainda este ano. Futuro equipamento terá capacidade para cerca de 700...

Jovem sequestrado e violado em casa de banho da estação de comboios de Coina

Rapaz de 16 anos foi abusado por homem de 43. Violador está agora em prisão preventiva

Cidade perde rede de agentes com chegada da Transportes Metropolitanos de Lisboa

Rede com mais de uma dezena de estabelecimentos, construída pelos TST, desfeita com chegada de nova transportadora, prejudicando utilizadores mais velhos
- PUB -