28 Novembro 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalPalmelaNovo centro de saúde de Pinhal Novo inaugurado com presença da ministra

Novo centro de saúde de Pinhal Novo inaugurado com presença da ministra

Marta Temido foi recebida com uma faixa onde se podia ler “Vale a pena lutar/médico de família para todos”

 

- PUB -

This slideshow requires JavaScript.

“Valeu a pena lutar” foi a mensagem deixada por uma dezena de pessoas, na manhã desta segunda-feira, dia histórico para o Pinhal Novo, em que a ministra da Saúde, Marta Temido, inaugurou a nova Unidade de Saúde Familiar (USF), no lado sul da vila.

A população e os autarcas marcaram presença para receber a ministra e vários deputados da Assembleia da República num evento de enorme simbologia para o Pinhal Novo, que depois de uma luta de mais de 20 anos conseguiu concretizar o sonho de ter uma nova unidade de saúde com capacidade para servir mais de 15 mil utentes.

- PUB -

Marta Temido destacou o “trabalho de parceria” que foi “uma aposta para garantir os bons cuidados de saúde”. A ministra definiu como objectivo “concluir o Plano Nacional de Saúde, que é o instrumento base do trabalho mais amplo e estratégico da acção governativa”.

Também o presidente da Câmara de Palmela, depois de lembrar “mais de duas décadas de lutas”, com a autarquia a mostrar “disponibilidade para encontrar a solução”. O edil de Palmela destacou “a cedência do terreno, o pagamento do projecto”, numa “parceria forte com o Ministério da Saúde, que permitiu a concretização deste sonho, que goza de boa saúde”. O presidente palmelense defendeu que “este concelho é o maior da AML e merece uma discriminação positiva por parte da tutela” e apelou “ao cumprimento dos rácios” porque “a única alternativa ao SNS é mais serviço nacional de saúde com mais profissionais”.

O edil concluiu realçando que “este equipamento valoriza o SNS” e formulou o desejo que “seja o início de mais e melhor saúde para o concelho de Palmela”.

- PUB -

Ana Mafalda, coordenadora da nova Unidade de Saúde, associou a inauguração “ao verbo celebrar para servir 15 mil utentes” e disse que “é uma forma de celebrarmos os 40 anos do Serviço Nacional de Saúde”.

Preparada para servir mais de 15 mil utentes

A USF, localizada na Rua Manuel Veríssimo da Silva, envolve uma enorme simbologia para os pinhalnovenses, pois lembra “o médico do povo”, e já se encontra a funcionar desde o dia 25 de Novembro, de segunda a sexta-feira, entre as 8h00 e as 20h00.

A nova unidade de saúde tem uma equipa seis médicos, seis enfermeiros, quatro assistentes técnicos e um assistente operacional. O equipamento está dotado de 12 gabinetes de consulta, três de enfermagem e duas salas de tratamento e está preparada para servir 10.904 utentes da freguesia de Pinhal Novo.

A obra, da responsabilidade da ARSLVT, no valor de 1,2 milhões de euros foi co-financiada em 50% pelo FEDER, no âmbito do Portugal 2020, através de uma candidatura apresentada pelo município.

Para já vai servir cerca de 11 mil utentes, mas a capacidade instalada pode aumentar esse número até aos 15 mil.

A inauguração contou também com representantes da empresa construtora, a Tecnorém, que garante a qualidade e funcionalidade da obra. A delegação do grupo empresarial de Ourém, que tem várias empreitadas a decorrer na região de Setúbal, foi chefiada por Carlos Batista, um dos administradores.

 

Álvaro Amaro dedica obra à população e agradece contributos particulares

Comissão de utentes, José Reis, Joaquim Ricardo ou Manuel da Silva são alguns dos nomes referidos pelo autarca que destaca o papel “determinante” da Câmara de Palmela

O presidente da Câmara de Palmela dedica a Unidade de Saúde Familiar “conseguida” para o lado sul de Pinhal Novo à população e faz questão de nomear “um conjunto de pessoas e entidades que deram contributos concretos e importantes” durante os 20 anos de luta pela obra.

Em declarações a O SETUBALENSE – DIÁRIO DA REGIÃO, à margem da cerimónia de inauguração, Álvaro Amaro refere o papel dos membros da Comissão de Utentes da Saúde e nomeia individualmente “José Reis, Joaquim Ricardo e outras pessoas ligadas à Associação de Reformados de Pinhal Novo, Maria Rosa Ricardo, da Associação de Dadores de Sangue, o comandante Fernando Pestana, António Santos, Francisco Arzileiro e Manuel da Silva”.

O autarca recorda que logo na primeira década de luta “houve trabalho institucional da Junta e da Assembleia de Freguesia de Pinhal Novo” e que, “da parte da Câmara de Palmela, foi importante a acção de Ana Teresa Vicente, aquando da cedência do terreno”, assim como “a dinamização por parte de Octávio Machado, enquanto vereador do pelouro da Saúde”.

Álvaro Amaro lembra o papel “determinante” da Câmara de Palmela que, em 2014, com “forte pressão institucional e com a proposta para assumir a execução da obra”, conseguiu “desbloquear o impasse e colocar o processo em andamento decisivo”.

O presidente da Câmara dedica a obra também a João Henriques, conhecido membro do movimento associativo entretanto desaparecido. “Era o João Henriques quem nos levava uma Sopa Caramela nas noites de vigília que fizemos pelo centro de saúde”, conclui Álvaro Amaro.

 

Fátima Brinca

Comentários

Fátima Brinca
Jornalista
- PUB -

Mais populares

Corpo do chefe dos Bombeiros Sapadores de Setúbal encontrado na Praia da Torre em Grândola

Identificação do corpo terá sido feita por familiares na morgue, onde será realizada a autópsia, não havendo, até ao momento, indícios de crime 

Cadáver de homem encontrado esta manhã na praia da Torre em Grândola

Corpo deu à costa no Carvalhal, havendo suspeitas de tratar-se de Manuel Arrábida, chefe dos Bombeiros Sapadores de Setúbal desaparecido há sete dias

“Tenho a vida completamente destruída”

Os relatos dos funcionários da Palvidas, que mesmo sem ordenados aparecem no trabalho por apreço aos doentes que transportam
- PUB -