29 Junho 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalSantiago do CacémHospital do Litoral Alentejano investe 5,7 milhões

Hospital do Litoral Alentejano investe 5,7 milhões

 

Candidatura ao Portugal 2020 teve luz verde e permitirá reequipar o bloco operatório e a construção de uma nova farmácia e de um hospital de dia polivalente

- PUB -

 

 

 

- PUB -

O Hospital do Litoral Alentejano (HLA), no concelho de Santiago do Cacém, vai ser alvo de um investimento de 5,7 milhões de euros para renovação de instalações e equipamentos, revelou na segunda-feira à Lusa a administração.

A candidatura, apresentada pela Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano (ULSLA), que gere o hospital, ao programa Alentejo 2020, garantiu financiamento comunitário na ordem dos 85 por cento, sendo os restantes 15% de comparticipação nacional.

“Temos um hospital, dada a sua idade, a necessitar de uma grande intervenção ao nível de equipamentos e instalações e, por essa razão, apresentámos uma candidatura que foi contemplada na totalidade”, confirmou o presidente do conselho de administração da ULSLA, Luís Matias.

- PUB -

O financiamento comunitário “vai permitir intervir em áreas que são fundamentais para o hospital, designadamente o bloco operatório, em termos de equipamentos, com investimentos avultados, e a renovação de quase todo o equipamento de monitorização porque o antigo está em fim de vida”, sublinhou.

A candidatura aprovada inclui o financiamento da nova urgência, cuja obra já foi concluída e “está em fase de instalação do equipamento”, e a construção de uma nova farmácia e de um hospital de dia polivalente, além da reabilitação das instalações onde funciona a actual urgência hospitalar.

“Estamos a falar de um valor de cerca de dois milhões de euros para a nova urgência, contando equipamento e as obras, enquanto para a nova farmácia, que prevê a reabilitação da área da antiga lavandaria, estimamos um custo na ordem dos 600 mil euros”, explicou.

Quanto à construção do hospital de dia polivalente, cujo valor não foi quantificado, a candidatura prevê a “reabilitação das instalações onde funciona actualmente a farmácia e parte das instalações onde ainda funciona a urgência”, realçou.

 

Inauguração da nova urgência em breve

 

Na área do bloco operatório, o projecto vai permitir a aquisição de “grandes equipamentos”, nomeadamente “novas marquesas operatórias, transferes e portas das salas” e uma intervenção ao nível dos pavimentos, “que se encontram degradados”, assim como alterações “ao sistema de acesso”, adiantou. “Vamos também comprar equipamento diverso de monitorização e imagiologia, sobretudo ecógrafos”, acrescentou.

De acordo com Luís Matias, a “maturidade da obra da nova urgência” permitirá a sua “inauguração dentro de pouco tempo”, seguindo-se a execução da construção da farmácia, uma vez “que o projecto está aprovado pelo Infarmed”.

“No caso da reabilitação da urgência e da criação do hospital de dia, ainda estão numa fase inicial, mas o projecto na sua totalidade é para executar até ao final do próximo ano e seguramente que o conseguiremos fazer antes disso”, afirmou.

A ULSLA tenciona apresentar uma outra candidatura, no âmbito do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR), no valor de três milhões de euros, com vista à eficiência energética do HLA e dos centros de saúde do litoral alentejano. Lusa

Comentários

- PUB -

Mais populares

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

Revolta no velório de Jéssica obriga à presença de bombeiros e polícia

Avó paterna e alguns populares revoltam-se com mãe da criança durante a cerimónia fúnebre
- PUB -