1 Março 2024, Sexta-feira
- PUB -
InícioLocalAlmada450 alunos perdem manhã de aulas devido a vandalismo

450 alunos perdem manhã de aulas devido a vandalismo

Escola Básica Carlos Gargaté, na Charneca da Caparica, foi assaltada e vandalizada. Vidros partidos e alimentos espalhados impediram aulas até às 13 horas

 

- PUB -

Cerca de 450 alunos da Escola Básica Carlos Gargaté, em Almada, no distrito Setúbal, não tiveram aulas hoje de manhã porque a escola foi assaltada e vandalizada, disse à Lusa fonte da direcção do agrupamento escolar.

“A escola foi assaltada e vandalizada. Partiram vidros, espalharam e pisaram alimentos no refeitório e regaram-nos com detergente”, adiantou a adjunta da direcção do Agrupamento de Escolas Carlos Gargaté, Ângela Veiga.

Segundo a responsável, perante esta situação não existiam condições para abrir a escola no período da manhã, fazendo com que cerca de 450 alunos, de quinze turmas, ficassem sem aulas.

- PUB -

Neste período, a direcção escolar chamou a GNR ao local, que esteve a efectuar perícias.

Contactado pela Lusa, o comandante do Destacamento Territorial de Almada da GNR, Luís Maciel, indicou que o alerta para a ocorrência foi dado às 08:00, mas ainda não foi possível averiguar quando se deu o furto.

“Não sabemos precisar se foi no sábado ou no domingo. A escola tem alarme mas não foi accionado, não sabemos por que motivo. Se foi accionado, a empresa de segurança não nos comunicou. Estamos a analisar”, revelou.

- PUB -

Luís Maciel confirmou também os “danos em portas e janelas arrombadas” e o furto de um cofre.

Segundo a GNR, ainda não existem suspeitas de quem possa ter cometido este crime, mas as investigações vão continuar entregues a esta força policial.

A escola reabriu por volta das 13:00.

Lusa

- PUB -

Mais populares

Homem encontrado morto em casa no centro de Setúbal [Actualizada]

Cadáver de José, de 66 anos, foi transportado para a morgue do Hospital de São Bernardo para realizar autópsia

PJ investiga cadáver encontrado no interior de uma viatura em Setúbal

Populares alertaram as autoridades pelas 22h30. Homem, de 57 anos, terá morrido por causas naturais

Tribunal condena a 15 anos de prisão homicida de empregado de bar em Setúbal

Fábio Abenta, de 31 anos, deixa uma filha de dois anos de idade e era empregado de balcão há vários anos
- PUB -