20 Agosto 2022, Sábado
- PUB -
InícioDesportoVitória FC vence SC Braga no Bonfim por 2-0

Vitória FC vence SC Braga no Bonfim por 2-0

Vitorianos e bracarenses entraram para este jogo, no Estádio do Bonfim, dispostos a deixarem uma imagem mais consentânea com o seu real valor, situação que não ficou patente nas quatro jornadas anteriores, nas quais a equipa de Setúbal apenas averbou uma derrota, é verdade, e mesmo essa em Alvalade, nos momentos finais, e de grande penalidade, mas carregava sobre si três penalizadores empates, para os quais contribuiu, essencialmente, o fraco índice de eficácia dos seus finalizadores.

- PUB -

Repare-se, por mera curiosidade, que o seu adversário partiu para esta jornada da Liga Nós mais derrotado (duas vitórias e duas derrotas) e, mesmo assim, averbava o dobro dos pontos. O Vitória com três; o Sporting de Braga com seis. Por aqui se vê quão penalizador é cada empate.

Cientes de que o rendimento das suas equipas não estava a ser o melhor, José Couceiro e Abel Ferreira tentaram assentar o jogo das suas equipas logo a partir do primeiro lance, de modo a surpreenderem-se mutuamente. Mas foram os minhotos a entrar melhor no jogo, denotando, no entanto, uma ineficácia gritante por parte dos seus avançados, com Paulinho e Ricardo Horta a falharem golos cantados.

Todavia, também na sua rectaguarda a equipa bracarense cometeu erros infantis, dos quais se viria, e de que maneira, a aproveitar a equipa de José Couceiro. Aos 24 minutos o guarda-redes cometeu grande penalidade sobre Vasco Fernandes que Gonçalo Paciência viria a transformar no primeiro golo vitoriano. Dois minutos volvidos, Bruno Viana (Braga) perdeu uma bola em espaço proibido em favor de Gonçalo Paciência, aproveitando este para isolar João Amaral e o 2-0 estava feito. Grande desilusão para os comandados de Abel Ferreira que de dominadores no plano estratégico, passaram, no curto espaço de dois minutos, a dominados no plano prático que, final, é como se constroem os resultados.

- PUB -

Perdido por perdido, o técnico dos bracarenses lançou na partida João Carlos Teixeira, Hassan e Vukcevic, homens rápidos e de ataque, e a sua equipa lançou-se na frente na procura de um eventual milagre. Contudo, o tempo passava e o golo não aparecia, pelo que o Vitória, aos poucos, passou a ficar mais confortável no jogo, em paralelo com a descrença do seu adversário. E ainda houve tempo para José Couceiro dar minutos a José Semedo, num jogo em que o Vitória ‘matou o borrego’, como se diz na gíria, já que há quase dez anos que não se com seguia sobrepor ao Sporting de Braga.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Mulher morre em colisão entre dois veículos em Grândola

Uma colisão frontal entre dois veículos ligeiros na Estrada Nacional 261, no cruzamento do Carvalhal, provocou, esta tarde, um morto e dois feridos graves.

Ana Catarina Gonçalves: A grandolense que arriscou e conseguiu montar um ‘império’ na vertente das explicações

Com apenas 21 anos, começou a acompanhar algumas crianças por brincadeira. Hoje, passados cinco anos, emprega três dezenas de professores

Acidente de viação no Montijo provoca três mortos

Colisão frontal provocou a morte de dois homens, de 26 e 32 anos, e de uma mulher, de 24 anos
- PUB -