13 Agosto 2022, Sábado
- PUB -
InícioÚltimasPSD entrega petição com mais de 5 mil assinaturas a pedir redução...

PSD entrega petição com mais de 5 mil assinaturas a pedir redução do IMI em Setúbal

“Esperamos que na próxima Assembleia Municipal haja o consenso alargado e a decisão definitiva de reduzir o IMI”, afirmou Nuno Carvalho

- PUB -

O presidente do PSD de Setúbal, Nuno Carvalho, entregou ao presidente da Assembleia Municipal uma petição pública com 5518 assinaturas a pedir a redução do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e a implementação do IMI familiar no concelho de Setúbal.

No documento da petição lê-se que os peticionários exigem à Assembleia Municipal de Setúbal que “nos termos do Código do Imposto Municipal Sobre Imóveis, e no uso das suas competências, apresente e aprove” a “redução da taxa de IMI a aplicar no Município de Setúbal, relativamente aos prédios urbanos, para 0,40%”.

A petição pede também a “aplicação do chamado IMI Familiar no Concelho de Setúbal”, ou seja, a aplicação de deduções fixas nas taxas de IMI, de 20 euros para famílias com um dependente a cargo, de 40 euros para famílias com dois dependentes a cargo e de 70 euros para famílias com três dependentes ou mais a cargo.

- PUB -

“Esperamos que na próxima Assembleia Municipal [prevista para o mês de Abril], que irá seguramente ter este tema a ser discutido, haja o consenso alargado e a decisão definitiva de reduzir o IMI, antes inclusive de começar o ruído de campanha autárquica”, afirmou o social-democrata numa conferência de imprensa realizada nos Paços do Concelho.

A questão do Imposto Municipal sobre Imóveis no concelho de Setúbal tem sido altamente polémica. O executivo, de maioria CDU, afirma que se encontra obrigado a manter o IMI na taxa máxima no decorrer do Contrato de Reequilíbrio Financeiro (CRF), assinado em 2003, que obriga a câmara a aplicar medidas de maximização das receitas municipais.

Tal contrato, no entanto, “não impõe à Câmara Municipal de Setúbal a obrigatoriedade de aplicar a taxa máxima do IMI”, segundo um parecer da Direcção-Geral das Autarquias Locais (DGAL) dado em Março de 2015, a pedido da própria autarquia.

- PUB -

O mesmo entendimento foi depois também declarado num despacho conjunto do Secretário de Estado Adjunto e do Orçamento e do Secretário de Estado da Administração Local, em como a Câmara Municipal de Setúbal “podia se assim o entendesse reduzir a taxa de IMI a aplicar no seu concelho”, lê-se no texto da petição.

“A primeira reacção da senhora presidente deverá ser assegurar que não pode baixar o IMI. Mas essa questão, de que pode reduzir, está mais do que esclarecida. Há inclusive, até ao momento, da parte deste Governo – que tem o apoio da CDU, do BE e do PS – uma total ausência de qualquer contradição de qualquer documento que invalide estes pareceres [do anterior Governo], por isso eles estão válidos”, reforçou o líder do PSD de Setúbal.

Nuno Carvalho afirmou ainda que a redução do IMI no concelho é “uma causa” dos setubalenses e azeitonenses, que responderam à petição com 1552 assinaturas online, no site peticaopublica.com, e as restantes 3966 em papel, entre Janeiro e Março.

“A força desta petição é totalmente imparável”, realçou, considerando que os munícipes não merecem viver “numa das cidades mais caras do país” e onde, em virtude da cobrança de outros impostos municipais, “cada trabalhador setubalense pague, em média, mais de 400 euros por ano para a Câmara Municipal”.

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

PSP de Setúbal sem meios para se deslocar a atropelamento em frente à esquadra

Acidente na Avenida Luísa Tody fez uma vítima de 88 anos

Hospital da Luz Setúbal confirma nova clínica no centro da cidade

Dr. José Ferreira Santos, director clínico do estabelecimento, confirma pólo adicional para aproximar clientes do centro hospitalar

Histórica estação rodoviária na 5 de Outubro vai dar lugar a supermercado Continente

Edifício está a ser alvo de estudos há cerca de uma semana, com o objectivo de abrir espaço do grupo Sonae
- PUB -