24 Julho 2024, Quarta-feira

- PUB -
“Versão Beta” chega à Casa da Cultura para reflexão sobre tensões entre passado, presente e futuro

“Versão Beta” chega à Casa da Cultura para reflexão sobre tensões entre passado, presente e futuro

“Versão Beta” chega à Casa da Cultura para reflexão sobre tensões entre passado, presente e futuro

O espectáculo “Versão Beta”, da companhia portuense Visões Úteis, em co-produção com o Teatro Académico de Gil Vicente, da Universidade de Coimbra, chega à Casa da Cultura no próximo sábado, às 21h30, numa exploração “das tensões entre passado, presente e futuro”.

O momento, em que se destaca o “registo íntimo e divertido”, conta com interpretação de Carlos Costa, que, a solo, numa actuação “iminentemente autobiográfica”, vai retratar a diferença “entre o que se projectou e o que se viveu, entre o que se deseja e o tempo que ainda se tem ou que já não há”.

- PUB -

“Versão Beta” recai, sobretudo, sobre a construção de “relações improváveis entre uma cassete de vídeo de 1984, a leitura interminável de uma obra iniciada em 1995 e um projecto com estreia marcada para 2038 e em preparação desde 2008”.

A peça é também “a primeira produção carbono quase zero da Visões Úteis, uma vez que todos os ensaios decorreram com recurso a energia verde, os elementos de cena são reutilizados, as deslocações da equipa para os ensaios foram a pé, de metro ou de bicicleta e a itinerância da peça é feita em veículo eléctrico”.

“A entrada, com o custo de quatro euros, pode ser reservada pelo endereço rececao.casacultura@mun-setubal.pt”.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -