16 Abril 2024, Terça-feira
- PUB -
InícioSociedadeAmérico Aguiar conduziu primeira homília de Páscoa na Diocese de Setúbal

Américo Aguiar conduziu primeira homília de Páscoa na Diocese de Setúbal

Cardeal relembrou liberdade do povo setubalense por poder celebrar a fé “sem medos”

 

- PUB -

O cardeal Américo Aguiar deu neste domingo a sua primeira homilia de Páscoa enquanto bispo da Diocese de Setúbal, onde falou sobre os cristãos perseguidos em várias partes do mundo, que estão “impedidos de celebrar a sua fé”, realçando que o povo de Setúbal pode celebrar “sem medos”.

“Precisamos de saber que, como aqueles primeiros, muitos, muitíssimos continuam a derramar o seu sangue, mártires dos nossos dias. Precisamos de reconhecer esta realidade, tantas vezes pouco conhecida”, declarou D. Américo Aguiar, na missa a que presidiu na catedral sadina.

O cardeal sublinhou que os católicos setubalenses puderam celebrar a ressurreição de Jesus, considerada a festa mais importante do calendário litúrgico, “sem medos, tranquilos, em paz”, sublinhando que “não é assim em todo o mundo”.

- PUB -

“Não foi assim que muitas irmãs e irmãos nossos viveram esta Páscoa. Uns com medo, outros com fome e sem casa, outros ainda escondidos. Peço-vos que nunca esqueçais o sofrimento de quem é perseguido pela sua Fé”, referiu.

O responsável máximo na diocese sadina agradeceu a todos os que acompanharam a sua primeira Páscoa como bispo de Setúbal.

“Partilhar a Páscoa implica sempre partilhar o coração, permitir que outros vejam e sintam o nosso Amor por Jesus. Só assim faz sentido aquela pedra rolada, o túmulo vazio”, indicou.

- PUB -

Américo Aguiar aproveitou a ocasião para divulgar ainda uma mensagem de Páscoa, em vídeo, onde fez um convite à abertura do coração “às surpresas de Deus” e à “mensagem de esperança da ressurreição”.

“Quero fazê-la ecoar no coração de todos e cada um de vocês, no coração dos que na Ucrânia vivem a guerra, no coração dos que na terra de Jesus vivem a guerra e no coração de todos aqueles que vivem trevas, que vivem nuvens cinzentas, que vivem sofrimentos impensáveis”, declarou.

O recente eleito bispo de Setúbal deixou votos de “uma santa e feliz Páscoa”, que considerou ser tempo para “gritar a alegria de Cristo ressuscitado”.

Constituída a Comissão Diocesana Justiça e Paz

O Bispo de Setúbal constituiu na passada quinta-feira a Comissão Diocesana Justiça e Paz com o objectivo de “prover e desenvolver o estudo, a reflexão e a acção em favor do bem integral da pessoa humana, concretizado por meio do conhecimento e divulgação da Doutrina Social da Igreja e da promoção da justiça e da paz”.

Esta comissão, constituída por dez elementos, tem um período de três anos. O cargo da presidência foi entregue a Elsa Regina Torres de Melo e como assistente espiritual foi escolhido o Padre Constantino Gonçalves Baptista. Após a escolha dos membros, o cardeal aprovou ainda os estatutos da Comissão Diocesana Justiça e Paz.

- PUB -

Mais populares

José Mourinho: “Dá-me prazer que as pessoas conheçam as minhas origens”

Técnico sadino em Setúbal para gravar com a Adidas e “mostrar ao mundo” a cidade onde nasceu e cresceu

Lisnave distribui mais de três milhões de euros pelos trabalhadores

Prémio é justificado com resultado obtido no ano passado, descrito o "melhor desempenho de sempre"

Sistema Navegante indisponível no fim-de-semana mas transportes circulam normalmente

Falha é devido a uma “pausa temporária para actualizações com vista à simplificação e implementação de melhorias de performance”
- PUB -