27 Junho 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalAlmadaTST garante à Câmara de Almada estar operacional para avançar ‘vestida’ de...

TST garante à Câmara de Almada estar operacional para avançar ‘vestida’ de amarelo Carris

O novo serviço de autocarros no concelho avança já a 1 de Julho, mas vai sendo ajustado até quase ao fim do ano

- PUB -

Faltam apenas nove dias para que o novo sistema de transportes rodoviários comece a funcionar em Almada, e há já quem comece a levantar interrogações sobre a cobertura de algumas carreiras. As maiores dúvidas apontam o serviço entre Almada e Lisboa, ou mais concretamente, entre a Costa da Caparica e a capital, “sem transbordos”, apontou a vereadora do Bloco de Esquerda, Joana Mortágua, durante a reunião de Câmara de 20 de Junho.

Questão idêntica foi apontada pelo deputado municipal de Almada do CDS, António Pedro Maco, em reunião deste órgão. O que os eleitos não querem é que a Carris Metropolitana, que vai arrancar ao serviço no concelho, assim como no Seixal, e Sesimbra, a 1 de Julho, “retire mobilidade às pessoas”.

O operador vai continuar a ser a Transportes Sul do Tejo (TST) que, entretanto, foi vendida à israelita Dan. O novo serviço vai ser adaptado num modelo diferente em que tem de assumir reforço de carreiras, novos trajectos, melhores autocarros e mais segurança; ou seja, condições quadro previstas para o lote 3 do concurso lançado pela Transportes Metropolitanos de Lisboa (TML), empresa criada no âmbito da Área Metropolitana de Lisboa (AML) para este serviço.

- PUB -

A mesma preocupação foi apontada, em ambas as reuniões municipais, pela presidente da Câmara, Inês de Medeiros. “A TST revelou que não tem os mesmos problemas de outros operadores, como atrasos na atribuição de veículos para a nova frota”, revelou em Assembleia Municipal de 21 de Julho. Assim, os novos amarelos da Carris para a operação em Almada, “estão todos disponíveis”, disse a autarca reportando-se ao que ouviu da parte da TML.

Revela contudo, que a TST apresentou como constrangimento a falta de motoristas, mas como a formação está a decorrer, isso não é impedimento para a nova operação arrancar a 1 de Julho, contudo, só estará em pleno “em Setembro, Outubro ou mesmo Novembro”, apontou Inês de Medeiros. Garantido desde o primeiro minuto da nova rede em Almada é que “todos os serviços que estavam a ser prestados vão manter-se”, acrescenta.

A questão foi firmada pela presidente tanto à TML como à TST porque as alterações que vão ocorrer “são muitas”. Ou seja: aumento das frequências, novas linhas e novos horários, inclusivamente, o nome das carreiras vai ser alterado, com o lote 3 a assumir o número de área geográfica 3 seguido do tipo de circulação: 3|_ _ _

- PUB -

Explica ainda que todos os concelhos, nomeadamente os do lote 3 (Almada, Seixal e Sesimbra) ficaram preocupados com o que aconteceu na primeira fase de lançamento da operação, a 1 de Junho, pela empresa Alsa Todi, (Lote 4) em Setúbal, Palmela, Montijo, Moita e Alcochete, com os utentes a queixarem-se de falta de informação nas paragens e os motoristas a alegarem falta de conhecimento dos percursos.

“No seguimento do que aconteceu no lote 4, todos temos reunido com a TML, com a AML e operadores para perceber o estado das diferentes áreas”.

Mesmo com um ‘mapa’ actual para controlo de possíveis erros, Inês de Medeiros não descarta que “haverá falhas” no início do processo, as quais serão ajustadas aos poucos. Por exemplo, garante a autarca que está a ser feita grande aposta na informação sobre o funcionamento da nova rede. Já foi publicada informação no Boletim Municipal e estão previstos outros suportes.

Quanto ao reforço do serviço, mesmo com as dificuldades previstas e calculadas, este será de 20%, aponta a autarca, que considera o novo serviço de transportes como uma “revolução”, na qual Almada está integrada. O concelho passa das actuais 75 carreiras para 92, sendo que a oferta de ligações internas vai aumentar 118%. “Vamos conseguir um aumento substancial da frequência de autocarros nos percursos e horários com maior procura. Também vamos alargar a oferta a quem regressa tarde ou a quem parte cedo para Lisboa”, refere a presidente.

Comentários

- PUB -

Mais populares

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -