28 Setembro 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioSociedadeCâmara da Moita reuniu com Amarsul para tratar recolha de resíduos

Câmara da Moita reuniu com Amarsul para tratar recolha de resíduos

Entre os temas em análise esteve a retirada de entulho dos ecopontos

 

- PUB -

A Câmara da Moita esteve reunida no final da última semana com o conselho de administração da Amarsul, empresa de referência no sector ambiental, na região da península de Setúbal, onde foram abordados diversos assuntos relacionados com a recolha selectiva de resíduos no município.

De acordo com a edilidade, um dos temas que esteve em cima da mesa “foi o problema que se tem verificado na recolha de resíduos dos ecopontos”, situação que o presente executivo pretende “ver solucionada”. Durante o encontro, que teve lugar nos Paços do Concelho, foi igualmente abordada “a questão do reajustamento dos circuitos e reforço da periodicidade da recolha”, por forma a evitar constrangimentos “que têm vindo a acontecer” em diferentes pontos do território.

Outro dos assuntos discutidos neste encontro, prende-se com “a possibilidade de se implementar a recolha porta-a-porta, numa primeira fase, junto dos comerciantes”, assim como a necessidade de “sensibilizar a população” do concelho para a separação correcta dos resíduos para reciclagem.

- PUB -

A Amarsul, recorde-se, tem como missão “garantir a valorização de resíduos de forma mais sustentável, nas suas diversas áreas de actuação, assegurando padrões ambientais exigentes, práticas sociais exemplares e a criação de valor, posicionando a empresa como farol de inovação e referência ambiental”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Autoeuropa com legionella não pára produção nem avisa trabalhadores

Empresa diz que nenhuma pessoa foi infectada e que está a cumprir a lei

“Reunião” dos bombeiros acaba à chapada e ao pontapé com a PSP a ser chamada ao quartel [corrigida]

Demissões na direcção culminaram com agressões físicas entre bombeiros, entre directores, e entre bombeiros e dirigentes
- PUB -