9 Dezembro 2022, Sexta-feira
- PUB -
InícioSociedadeDesafios para descobrir trilhos que a Arrábida não esconde mas nem todos...

Desafios para descobrir trilhos que a Arrábida não esconde mas nem todos conhecem

O Arrábida Walking Festival 2022 está lançado, é em Março, e as inscrições estão quase preenchidas

 

- PUB -

“No trilho da flora”, assim vai ser o Arrábida Walking Festival 2022 (AWF), marcado para Março, que desafia a explorar o Parque Natural da Arrábida, na zona de Setúbal. Nesta segunda edição, estão previstas mais de quarenta actividades entre passeios pedestres, workshops, aulas de botânica e experiências gastronómicas e enoturísticas.

Organizada pela Biotrails em parceria com as câmaras municipais de Setúbal, Palmela e Sesimbra Palmela, esta iniciativa, mais uma vez, vem reforçar a cumplicidade entre o turismo de natureza, o lazer e o bem-estar.

“O festival tem mais do que a intenção de caminhar pela natureza”, pretende “partilhar conhecimento”, sublinhou José Cunha, da Biotrails na apresentação oficial do AWF 2022, que decorreu na Quinta de Alcube.

- PUB -

“E há tanto para aprender e partilhar sobre este parque natural”, acrescentou. O programa das caminhadas inclui 18 propostas que exploram diferentes vertentes e locais da Serra da Arrábida, tanto diurnas como nocturnas, e com graus de intensidade que variam entre baixo, médio e alto.

Foram ainda pensadas propostas para crianças e rotas que incluem visitas a adegas, workshops de gastronomia e fotografia e passeios desenhados especificamente para pessoas com deficiência visual.

Segundo a organização, tal como aconteceu na primeira edição, o AWF deste ano “mantém a ‘Grande Rota Arqueológica’ como tema catalisador para as caminhadas mais desafiantes do programa”.

- PUB -

Comenta José Cunha, que esta rota “apesar de não ser o tema central do evento, não é possível ignorar a importância dos vestígios arqueológicos no Parque Natural”.

Em representação da Câmara Municipal de Setúbal, o vereador Pedro Pina salientou que esta iniciativa “não é única; há outras. Mas esta dá a mostrar a importância desta serra”, isto no contexto de um trabalho desenvolvido a nível regional de promoção do Território Arrábida.

Referindo-se ao município de Setúbal, o vereador responsável pelo Departamento de Cultura, Desporto, Direitos Sociais, Saúde e Juventude, afirmou que o concelho tem “um olhar integrado” e que a Serra da Arrábida é um espaço partilhado com os municípios de Palmela e Sesimbra.

“Não é por acaso que são estas autarquias a participar nele. São estas autarquias que acreditam neste território e no seu potencial”.

E, a seguir, o vereador do Turismo da Câmara de Palmela, Luís Miguel Calha, frisou que o AWF representa uma oportunidade para “conhecer a cultura e a forma de viver” da região, reforçando que “são projectos como este que ajudam a concretizar a visão que está definida para este território”.

A decorrer a 25, 26 e 27 de Março, o AWF já tem várias actividades com reservas preenchidas.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Militares da GNR raptados e agredidos na Costa da Caparica

Uma das vítimas sofreu ferimentos graves e está internada no Hospital Garcia de Orta. A PJ de Setúbal foi accionada e está a investigar o caso

Nova clínica da rede CUF abriu hoje portas no Montijo

Equipamento, construído de raiz, ocupa mais de 1 500 metros quadrados. Dá resposta a várias especialidades médicas e cirúrgicas

Primeira loja Lidl num campus universitário já abriu em Almada

Rede de supermercados alemã investe 10 milhões de euros no novo edifício situado no Monte da Caparica
- PUB -