28 Janeiro 2022, Sexta-feira
- PUB -
InícioSociedadeFátima Lopes apresenta romance no Auditório Augusto Cabrita

Fátima Lopes apresenta romance no Auditório Augusto Cabrita

Apresentadora de televisão dá palestra e divulga nova obra durante visita à sua terra natal

 

- PUB -

A conhecida apresentadora Fátima Lopes, natural do concelho do Barreiro, esteve no último domingo de passagem pelo Auditório Municipal Augusto Cabrita, num evento aberto ao público, para convidar a população local a conhecer o livro “Encontrei o Amor Onde Menos se Espera”, título do seu mais recente romance, lançado pela editora Planeta.

Com sete obras publicadas, Fátima Lopes traz-nos agora “uma história apaixonante e inspiradora acerca de uma mulher, em busca de um novo sentido para a vida”, numa publicação que promete “mudar a sua vida para sempre”.

A apresentadora conta no seu percurso com trabalho realizado como palestrante, nas áreas da motivação, empowerment e comunicação, em muito vocacionado para as empresas.

- PUB -

De regresso à sua terra natal, a apresentadora participou numa tarde especial e cheia de afectos e significado por ter ali as suas raízes, terra onde construiu grande parte das suas memórias.

A tarde foi preenchida por uma palestra motivacional e pela actuação do quarteto da Escola de Jazz do Barreiro, onde se destacou a participação de alunos e professores da Escola Secundária dos Casquilhos, estabelecimento onde Fátima Lopes concluiu o ensino secundário.

A obra apresentada remete-nos para a história de Sofia, que tinha como única certeza no seu coração, quando fechou a porta do carro, de que queria renascer. “Sentia-se cansada”, na sequência de “uma série de relações falhadas e dolorosas” e de “uma vida centrada no sucesso profissional”.

- PUB -

No entanto, a perda da avó e da mãe, o seu pilar, fizeram-na repensar o seu caminho. Aos 49 anos, a mulher “queria saborear a vida”, já que não tinha filhos, nem uma família a que chamasse sua. “Estava na altura de mudar”, de “respirar fundo, vencer o medo, encher o peito de coragem e partir em busca das suas raízes, de um novo caminho, da sua alegria interior”.

Sofia tem como destino o Alentejo onde, na casa dos avós, que agora lhe pertence, se depara com “uma casa degradada, a precisar de obras”.

Ainda assim, a mulher não baixa os braços e reconstrói a mesma, tijolo a tijolo, tal como vai reconstruindo a sua vida. Entre várias peripécias e um leque de personagens inspiradoras, que se cruzam no seu caminho, Sofia aprende “o valor do tempo, do aqui e agora, da entreajuda, da importância de cuidar um do outro, da amizade, [e] de gostarmos de nós próprios”.

Será nos campos a perder de vista e nas águas cintilantes do Alqueva, com um maravilhoso céu estrelado, que Sofia irá encontrar o verdadeiro amor: “o mais importante de todos, o amor próprio”, assim como “um outro amor que esteve sempre lá, onde ela menos esperava”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

D. José Ornelas deixa de ser Bispo de Setúbal

O SETUBALENSE sabe que o Prelado vai substituir D. António Marto na Diocese de Leiria-Fátima

Autocarro consumido pelas chamas no centro de Setúbal [corrigida]

Viatura dos TST circulava perto do Comando da PSP. Passageiros e motorista saíram ilesos

Moradores do condomínio da Quinta da Trindade queixam-se de ruído vindo de estaleiro naval

A decapagem do casco de navios está a tirar o sossego a quem reside nas proximidades do estaleiro. Empresa diz que está a mitigar incómodo
- PUB -