5 Dezembro 2021, Domingo
- PUB -
InícioSociedade“Nosso Bairro, Nossa Cidade” já desenvolveu 31 projectos de participação comunitária

“Nosso Bairro, Nossa Cidade” já desenvolveu 31 projectos de participação comunitária

Iniciativa promovida pela autarquia tem melhorado a relação entre o bairro e a cidade, e tem sido observada por outros países

 

- PUB -

A Câmara de Setúbal já desenvolveu um total de 31 projectos desde o lançamento do programa “Nosso Bairro, Nossa Cidade”, em 2012, com o objectivo de promover a participação dos cidadãos da Bela Vista na vida comunitária.

“O programa tem uma característica muito interessante: é feito pelas pessoas e só existem projectos se as pessoas os fizerem. A Câmara Municipal, a Junta de Freguesia e outras entidades apoiam”, disse à Lusa o vereador da Habitação, Carlos Rabaçal.
A iniciativa, que envolve os cinco bairros da Bela Vista (Bela Vista, Forte da Bela Vista, Alameda das Palmeiras, Manteigadas e Quinta de Santo António) tem, no seu entender, “contribuído para melhorar o comportamento e a visão das pessoas em relação ao seu bairro, bem como para melhorar a relação do bairro com a sua cidade e da cidade com o bairro”.

O programa, acrescentou, tem sido acompanhado, e muito elogiado, em diversos países europeus e de outros continentes.

- PUB -

Um dos projectos, no qual o município investiu cerca de 100 mil euros, foi a construção de um estúdio de som e imagem na Bela Vista, uma proposta apresentada pelos próprios moradores num encontro realizado há cerca de três anos.

“Num dos encontros com moradores que fazemos regularmente, em que se avalia o que se está passar no programa e se propõe o que vem a seguir, foi proposta a criação do estúdio”, disse o vereador comunista.

“Na altura parecia uma coisa muito longínqua. E levou ainda algum tempo – levámos cerca de três anos a montar este projecto”, acrescentou.

- PUB -

De acordo com o autarca, o projecto responde a uma necessidade da comunidade, dos jovens e menos jovens, e está aberto ao conjunto da cidade e até a pessoas de fora da cidade e do concelho.

Para assegurar o apoio ao desenvolvimento da formação técnico-artística dos utilizadores do novo estúdio, a Câmara de Setúbal assinou um protocolo com a Khapaz – Associação Cultural de Jovens Afrodescendentes, que ajuda no processo de aprendizagem e na utilização dos equipamentos disponíveis.

“É um projecto que vem integrar-se como uma peça fundamental, uma âncora de uma resposta cultural e artística, neste espaço do `Nosso Bairro, Nossa Cidade’ na Bela Vista, que é uma oficina de cultura e de participação comunitária, onde se fazem dezenas de outras actividades quotidianamente”, sublinhou Carlos Rabaçal.

O objectivo é que este seja um centro de produção musical e de vídeos, inclusive sobre as temáticas do programa.

“Ainda antes de estar pronto, este estúdio produziu uma série de vídeos para apelar, pela voz dos próprios moradores, a comportamentos adequados a este tempo de pandemia”, contou.

O novo estúdio inclui uma sala multiúso e já está a funcionar há cerca de um mês sob a orientação do rapper português Nuno Santos (Chullage).

“Há aqui uma série de artistas jovens, outros mais velhos – artistas africanos, ciganos, brancos -, que, em várias esferas culturais, têm uma expressão incrível aqui nesta comunidade, nos vários bairros da Bela Vista. Eles fazem música, fazem apresentações na sala multiúso […] e estão a gravar vários ‘singles’ dos seus projectos pessoais e colectivos”, contou o músico.

A experiência, acrescentou, “tem sido incrível”: “Desde que o estúdio aqui está, eu é que não tenho mãos a medir para a demanda deles. Há uns que querem gravar, outros que querem aprender a dirigir e a produzir, a conduzir o processo. Estou surpreendido e contente”, descreveu Chullage.

Lusa

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Tribunal reconhece direito de retenção de casas a famílias de Azeitão após falência de cooperativa

Decisão reconhece que famílias têm os seus créditos "garantidos" e "reconhecidos" pelos montantes que já pagaram, e que, como “consumidores” e por "tradição", têm...

Caso de gripe das aves detectado em Palmela

A DGAV lembrou que não existem evidências de que a gripe aviária seja transmitida para os humanos através do consumo de alimentos, como carne de aves de capoeira ou ovos

Novas máquinas permitem emitir ou carregar cartão Navegante em apenas “um minuto”

Para já, encontra-se disponível um equipamento em cada um dos nove concelhos do Distrito que integram a AML   Os passes de transportes públicos Navegante podem...
- PUB -