21 Janeiro 2022, Sexta-feira
- PUB -
InícioRegionalGreve na Amarsul com adesão de 100% em Setúbal e 70% em...

Greve na Amarsul com adesão de 100% em Setúbal e 70% em Palmela e Seixal

Os números foram avançados por fonte sindical. A greve mantém-se até à próxima sexta-feira

 

- PUB -

A greve dos trabalhadores da empresa Amarsul – Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, iniciada nesta segunda-feira, teve uma adesão de 100% no ecoparque de Setúbal e de 70% nos ecoparques do Seixal e Palmela, segundo fonte sindical.

Hoje [ontem] foi o primeiro de cinco dias de greve dos trabalhadores da Amarsul, que presta serviços em municípios da Península de Setúbal, pelo aumento geral dos salários, bem como dos subsídios de refeição e de transporte em vigor na empresa.

Ana Lúcia, delegada sindical do Site-Sul – Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Actividades do Ambiente do Sul, explicou em declarações à agência Lusa que, no Seixal, das oito equipas de recolha apenas uma saiu no turno da manhã das 6h00 e uma outra às 16h00, para o turno da tarde.

- PUB -

Por outro lado, adiantou, a empresa está a convocar os trabalhadores temporários na tentativa de recepção dos resíduos recolhidos pelas autarquias, que não estão a ser recebidos devido à greve.

Em Setúbal, afirmou, a adesão é de 100%, estando o ecoparque encerrado.

A greve foi decretada pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local e Regional, Empresas Públicas, Concessionarias e Afins e pelo Site-Sul – Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Actividades do Ambiente do Sul.

- PUB -

Segundo os dois sindicatos, os trabalhadores lutam ainda pela reversão imediata dos cortes efectuados no subsídio de turno, pela passagem ao quadro de todos os trabalhadores com vínculo precário a ocupar postos que correspondem a necessidades permanentes da empresa, pela redução do período normal de trabalho, pelo regresso ao direito ao dia de Carnaval como feriado obrigatório e pelo direito a um período mínimo de férias de 25 dias úteis.

A Amarsul, constituída em 1997, tem a concessão de exploração e gestão do Sistema Multimunicipal de Tratamento e de Recolha Selectiva de resíduos urbanos da Margem Sul do Tejo, até 2034.

A empresa é responsável pelo tratamento e valorização dos resíduos urbanos dos nove municípios da Península de Setúbal (Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal).

Em Julho de 2015, a Amarsul passou a integrar o grupo Mota Engil por via da aquisição da Empresa Geral de Fomento (EGF), detentora de 51% do capital social da Amarsul.

Municípios de Seixal, Moita e Barreiro reagem

Face à greve, as câmaras do Seixal, Moita e Barreiro emitiram comunicados à população.

A Câmara Municipal do Seixal mostrou-se contra o “deficiente funcionamento” da Amarsul, cujos trabalhadores estão em greve, e a gestão da recolha de resíduos, degradada pela falta de investimento, apelando à população para que não deposite lixo durante a paralisação.

“O município do Seixal tem manifestado a sua oposição relativamente ao deficiente funcionamento da Amarsul e à gestão do sistema de recolha de resíduos, uma vez que a empresa deixou de realizar os investimentos necessários, degradando a prestação do serviço às populações”, apontou, em comunicado.

No Barreiro, a autarquia emitiu também um comunicado à população indicando que, no seguimento da greve, as viaturas de recolha de resíduos indiferenciados do município estão a ter dificuldades de acesso ao interior do aterro para proceder ao respectivo despejo.

Por esse motivo, a Câmara Municipal do Barreiro apela aos munícipes que procurem colocar o seu lixo em caixotes cuja capacidade ainda o permita ou que evite colocar lixo nos contentores já cheios, para evitar acumulação de resíduos na via pública, prevenindo, assim, problemas de saúde pública.

O município da Moita alertou também para o facto de a recolha de resíduos urbanos estar fortemente condicionada, devido aos constrangimentos na entrada em aterro para descarregar as viaturas de recolha, apelando igualmente à população que evite colocar os resíduos urbanos nos contentores que estiverem mais cheios, assim como monos e resíduos verdes junto aos mesmos.

GC // MCL

Comentários

- PUB -

Mais populares

Vereador diz que cães vadios fogem com crânios na boca e acusa PS de tratar mal os vivos e pior os mortos

João Afonso volta a criticar serviço nos cemitérios. Autarca do PSD denuncia ossadas lavadas em tanques da roupa e colocadas em caixas de fruta a secar. Nuno Canta diz que é fantasia

Pinhalnovense não tem jogadores para ir a jogo no próximo domingo

No Campeonato de Portugal a situação está muito complicada para os clubes da região porque o Barreirense está numa posição delicada na tabela classificativa...

Pinhalnovense sem jogadores para jogar fez falta de comparência

A 12.ª jornada do Campeonato de Portugal ficou marcada pela falta de comparência do Pinhalnovense no jogo que deveria disputar em casa com o...
- PUB -